- Publicidade -
Política

João rechaça ‘fake news’ de Gervásio e reafirma compromisso de manter a Cagepa pública

O governador João Azevêdo (sem partido) rechaçou as declarações do deputado federal Gervásio Maia (PSB), feitas em vídeo que circulou pelas redes sociais, sobre a possibilidade da Companhia de Água e Esgotos da Paraíba (Cagepa) ser privatizada pelo atual Governo do Estado.

- Continua depois da publicidade -

“A Cagepa, diferentemente que um deputado federal falou, fazendo um discurso demagógico, por que quer ser candidato em João Pessoa, falou que vamos privatizar a Cagepa. Isso é mentira. A Cagepa vai continuar sendo uma empresa pública, vai continuar sendo uma empresa que faz esse tipo de trabalho, porque nós não queremos de forma nenhuma vender a Cagepa. Se vendê-la, o empresário que só visa lucros não vai chegar a uma área como essa (Mulunguzinho) para fazer abastecimento de água. O empresário vai querer fazer nas grandes cidades, porque dá muito resultado. Essa é a grande diferença. Se usar as redes sociais para dizer que o Governo do Estado vai privatizar a Cagepa, eu quero deixar todo mundo tranquilo aqui, porque é uma grande mentira. Isso, na verdade, é um aproveitamento de um momento em que pessoas que querem ser candidatos, querem fazer média”, afirmou João, durante a solenidade de entrega do sistema de abastecimento d’água da Agrovila Tainha, em Araçagi.

O governador explicou que existe esforços da União e do Congresso Nacional para que sejam viabilizadas legislações prejudiciais para regulação do saneamento básico no país.

“Entretanto, nós estamos lutando a todo momento, desde dezembro do ano passado, o Governo Federal lançou a MP 868. Nós fomos para cima e derrubamos a MP. Logo depois, lançaram uma outra MP para mudar as regras do sistema de saneamento. Nós fomos para cima e conseguimos derrubar. O senado aprovou uma lei que trazia alguns benefícios, mas a maioria dos seus artigos eram prejudiciais às companhias de todo o Brasil. Nós fomos novamente para cima. E agora, na Câmara dos Deputados, uma outra lei foi apresentada e tivemos uma luta enorme para que se tivesse um texto que não é o ideal. Esse texto que já foi aprovado não é o ideal e nem é o melhor dos mundos. Entretanto, muita gente tem que entender a hora de parar, aguardar o momento e retomar a luta. É assim que a gente faz e, na democracia, a maioria vence, não tem jeito. Quase que tratoravam a aprovação dessa lei de saneamento. Nós estamos aguardando que ela volte para o Senado para que a gente possa continuar aprimorando dentro do Senado. É assim, é o dia a dia que se faz.”, justificou João Azevêdo.

 

 

 

 

 

Comente

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
E-mail: [email protected] | WhatsApp: (83) 98176 - 1651

Edilane Ferreira

Jornalista, radialista e utopista. Editora-chefe do Paraíba Já. Contato: [email protected]

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar