João Azevêdo elogia gestão de Lula e destaca poder de desenvolvimento da Paraíba

Fala do governador fi proferida no evento marcou o lançamento do Parque Eólico e Solar Chafariz, em Santa Luzia, no Sertão da Paraíba

O governador João Azevêdo (PSB) elogiou a gestão do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), durante a  inauguração do Parque Eólico e Solar Chafariz, em Santa Luzia, no Sertão da Paraíba, nesta quarta-feira (22). O chefe do Executivo estadual destacou a capacidade de diálogo de Lula e o descreveu como “um grande exemplo de gestão”.

O evento marcou o lançamento do Parque Eólico e Solar Chafariz, e João ressaltou o ambiente favorável de negócios criado pelo Estado, que permite que empresas internacionais invistam na Paraíba.

“Cabe ao estado criar as condições pra que a empresa que aqui chegue ela sinta-se segura porque afinal de contas fará investimentos altos como esse de mais de três bilhões de reais. Para isso o estado da Paraíba e eu sempre digo sejam todos muito bem vindos ao estado que tem uma gestão fiscal correta justa que fez com que esse estado se tornasse do rating A Tesouro Nacional por dois anos consecutivos. Nós temos aqui presidentes de países como Portugal, a França, Estados Unidos, Dinamarca, a Espanha, todos além das empresas evidentemente nacionais, investindo aqui no Estado. Todos nessa área, só nessa área de geração de energias. Esses investimentos acontecem por conta desse ambiente seguro que nós estamos propiciando”, disse João.

Em sua fala, João Azevêdo enfatizou que a Paraíba atingiu um patamar importante de desenvolvimento e pode continuar evoluindo por meio de parcerias com o Governo Federal.

“Tive a oportunidade de dizer isso ao presidente no trajeto de Campina Grande até aqui, que é preciso que a gente tenha uma atenção muito grande com essa capacidade que nós temos. Hoje a Paraíba tem aproximadamente setenta municípios que estão praticamente sem condições de receber novos investimentos, porque precisamos colocar na mesa todo o setor que trata de energias pra poder discutir a expansão das nossas redes de distribuição”, afirmou o governador.