João Azevêdo decreta limitação para quantidade de funcionários de call centers em empresas da PB

O governador da Paraíba, João Azevêdo publicou nesta sexta-feira (27) um decreto, liberando alguns serviços que estavam proibidos desde a última semana para prevenir a disseminação do novo coronavírus no estado. Os serviços de call centers, central de atendimento e telemarketing deverão funcionar, a partir de hoje, com redução de 30% do número total de funcionários em atividade presencial nas empresas. A liberação com ressalvas foi publicada no Diário Oficial do Estado (DOE).

De acordo com o decreto, as empresas terão que organizar os postos, horários e turnos de trabalho de modo a minimizar os riscos de transmissão, mantendo uma distância mínima de dois metros entre cada posto de atividade.

Deverão ser disponibilizados fones e microfones individuais para os trabalhadores, sendo proibido o compartilhamento destes equipamentos.

Ainda de acordo com o decreto, não será permitido o trabalho in loco dos funcionários que tenham mais de 60 anos de idade, que tenham histórico de doenças respiratórias ou doenças crônicas, ou cujos familiares, que habitam a mesma residência, tenham doenças crônica, gestantes e lactantes e trabalhadores que manifestarem sintomas respiratórios, como febre, tosse, coriza ou dificuldade de respirar.

No decreto também foi determinada a abertura de bancos, loterias e restaurantes de beira de estrada.

Comente