João Azevêdo compara composição de chapa a “quebra-cabeça” e pede paciência na montagem

O pré-candidato ao Governo do Estado, João Azevêdo (PSB), comentou nesta quinta-feira (28) sobre a indicação do ex-senador Efraim Morais por parte do Dem para compor o cargo de vice-governador na chapa que irá encabeçar. A indicação de Efraim vem ganhando força, com partidos da base aliada chancelando o seu nome – a exemplo do Avante que se posicionou durante essa semana.

João destacou a longevidade da aliança com o grupo de Efraim Morais, que é o atual presidente do Dem na Paraíba. Entretanto, não cravou que ele será o vice-governador de sua chapa. Para o ex-secretário de Infraestrutura da Paraíba, a composição da chapa majoritária é um “quebra-cabeça” cujo as peças devem ser montadas com paciência.

“É um parceiro que está com a gente desde 2010, construindo este projeto e tudo isso vai ser levado em conta, evidentemente. Isso só quando estivermos compondo a chapa que teremos esta definição. Entretanto, nós estamos ainda mantendo contato com diversos partidos para que a gente possa montar esse quebra-cabeça, esse xadrez que tem que ser montado com muita paciência, peça por peça, para no final das contas ser uma chapa competitiva que agregue, principalmente, os valores importantes do conceito do projeto”, argumentou.

As falas de João foram dadas ao jornalista Écliton Monteiro, que publicou o áudio da entrevista na íntegra em seu blog, o ‘Política & etc”.