João anuncia resort e garante investimento de R$ 500 mi no Polo Turístico Cabo Branco

O governador João Azevêdo esteve, nesta quinta-feira (1) à noite, em São Paulo, ocasião em que assinou o contrato para a construção do Tauá Resort João Pessoa, que será instalado no Polo Turístico Cabo Branco. Com investimento previsto de aproximadamente R$ 500 milhões, o novo resort contará com 1.120 leitos e irá gerar dois mil empregos no período de obras e mil empregos quando estiver operando.

“Esse é mais um grande empreendimento que representa mais emprego, fortalecimento da nossa economia em um setor que envolve diversas cadeias produtivas e que também terá impacto no turismo das demais regiões da Paraíba porque o Polo será a porta de entrada para que as pessoas conheçam os nossos pontos turísticos, a diversidade da nossa gastronomia, as atrações culturais, o artesanato. Além disso, atrairemos ainda mais eventos ao estado porque teremos um grande incremento na oferta de leitos”, frisou o chefe do Executivo estadual.

O resort será construído em uma área de 300 mil m², com 80 mil m² de área verde. O projeto prevê oito restaurantes de gastronomia variada e um espaço especialmente dedicado à cozinha regional, cinco bares e dois lounges, SPA com piscina coberta, academia, centro de convenções e área para eventos.

Segundo o grupo, o projeto irá valorizar o conceito de lazer em sinergia com a cultura regional, adotando elementos e materiais da região para o design, enaltecendo o artesanato, a gastronomia e os costumes paraibanos. “Queremos ajudar a impulsionar o turismo na região e fortalecer a importância do estado da Paraíba para o setor no Nordeste do Brasil”, afirmou o CEO do Grupo Tauá, Daniel Ribeiro.

Ainda sobre o novo resort, ele contará com sete piscinas, incluindo uma dedicada ao público infantil. Os hóspedes ainda contarão com espaços de entretenimento, que reúne o clube infantil, cinema, boliche, teatro e outras atividades de lazer; e uma área de convívio e descontração localizada junto à piscina principal e com uma pracinha típica nordestina, com pequenas lojas, cafés, quiosques e apresentações. A previsão de inauguração do novo resort do Polo Turístico Cabo Branco é para o réveillon de 2026.

Impacto econômico do Polo Turístico Cabo Branco – O projeto representa um divisor de águas para o turismo da Paraíba. Atualmente, o complexo turístico já conta com 240 leitos do Amado Bio & Spa Hotel, 1.464 leitos do Ocean Palace Jampa Eco Beach Resort e 1.120 do novo resort.

Segundo estudo realizado pela equipe de Desenvolvimento Econômico da Cinep, o número de empregos no ramo de hotelaria subirá para 10.772 empregos diretos e 28.757 empregos indiretos com a operacionalização do Polo Turístico Cabo Branco, gerando uma massa salarial de R$ 212 milhões ao ano de empregos diretos e R$ 820 milhões ao ano para empregos indiretos.

Sobre o Polo Turístico Cabo Branco – O Polo é o projeto do Governo da Paraíba que destina 21 lotes para o desenvolvimento do maior complexo turístico planejado do Nordeste, que reunirá resorts, parque aquático, equipamentos de animação e estabelecimentos de comércio e serviços. Atualmente, o projeto já conta com o Centro de Convenções de João Pessoa, reconhecido e premiado nacionalmente.

O projeto está inserido em uma área de 654 hectares, em uma região privilegiada de João Pessoa e próximo a diversos pontos turísticos.
Ambientalmente sustentável, o Polo Cabo Branco está situado entre o mar do litoral sul paraibano e o verde da Mata Atlântica, sendo abraçado pelo Parque das Trilhas — a maior reserva ambiental de mata atlântica nativa inserida na malha urbana do Brasil —, composto por mais de 575 hectares. No local, foram instalados os batalhões da polícia ambiental e turística, além de uma unidade de conservação do parque.

O Complexo turístico já possui dois empreendimentos que estão em fase de construção: Ocean Palace Jampa Eco Beach Resort e o Amado Bio & SPA Hotel. Além deles, o Governo do Estado iniciou a construção do Boulevard dos Ipês – uma grande via pública, com 700 m de extensão por 33 m de largura e cerca de 20 mil m² de área construída, que ligará o Centro de Convenções a praia, região do Polo Turístico Cabo Branco. O projeto total, que reunirá elementos culturais, tecnologia e sustentabilidade tem um investimento inicial de R$ 11 milhões.