João anuncia medidas provisórias que devem render economia de R$ 26 milhões por ano

O governador da Paraíba, João Azevêdo (PSB), anunciou, nesta quarta-feira (2), durante a posse do secretariado, medidas provisórias que devem resultar numa economia de R$ 26 milhões por ano aos cofres públicos.

A primeira medida, que trará maior economia, será a junção da Emater, Interpa e Emepa.

“Economia de pelo menos 20 milhões por ano. São 500 cargos comissionados que serão reduzidos para 75. Recursos que serão destinados para obras ações e políticas públicas”, afirmou.

A segunda medida vai ser a mudança de gestão da Rádio Tabajara e do Jornal A União, que serão transformados na Empresa Paraibana de Comunicação.

“Uma empresa que fará a coordenação de todo o trabalho. A possibilidade é de economizar cerca de 3 milhões”, projetou.

A outra medida anunciada por João foi a mudança na estrutura da Secretaria de Agricultura, transformando a Empasa em diretoria.

“42 cargos comissionados que serão transformados em 24. Economia de 3 milhões. A soma dessas medidas provisórias faz com que o Estado tenha uma economia de mais de 26 milhões por ano”, finalizou.

Comente