Jerusalém tem novo confronto entre manifestantes palestinos e polícia de Israel

Manifestantes palestinos entraram em confronto com a polícia de Israel que disparou bombas de efeito moral nas proximidades da Mesquita de Al-Aqsa, em Jerusalém, nesta sexta-feira (7).

O enfrentamento acontece durante o período sagrado do Ramadã, em uma das localidades mais sagradas da cidade para os muçulmanos.

Moradores da região têm enfrentado uma escalada da tensão no local por conta de um possível despejo de palestinos que vivem em um assentamento no Leste da cidade.

Na segunda-feira (10), a Suprema Corte de Israel fará uma audiência para decidir sobre a situação do bairro Sheikh Jarrah, onde várias famílias palestinas estão ameaçadas de despejo.

Milhares de palestinos foram para a área da mesquita nesta sexta para realizar suas orações durante o dia. Ao chegar a noite, muitos continuaram no local para protestar e pequenas brigas foram registradas.

A polícia usou também canhões de água para dispersar os manifestantes que se reuniram em frente às casas das famílias que poderão ser despejadas.

Alguns dos manifestantes cantaram um hino que tem se tornado comum nos protestos em Jerusalém: “Com nossa alma, nosso sangue, vamos lhe resgatar, Aqsa”.

Um representante da mesquita pediu calma aos fieis que protestavam e exigiu, por meio de auto-falantes, que a polícia parasse de arremessar bombas de efeito moral contra eles.

Do G1.