Itália fecha discotecas e impõe uso de máscara à noite em locais públicos

O governo da Itália anunciou neste domingo (16) o fechamento das discotecas e a obrigação do uso de máscara à noite em locais públicos, para evitar uma segunda onda da pandemia do novo coronavírus.

O ministro da Saúde, Roberto Speranza, assinou um decreto que entrará em vigor na segunda-feira (17) e que torna obrigatório o uso da máscara entre 18h e 6h em locais públicos onde se “formam grupos”.

O decreto também suspende o funcionamento das discotecas, ao ar livre ou em espaços fechados.

Segundo a Universidade John Hopkins, a Itália registrou mais de 35,2 mil mortes e passou dos 252 mil casos de coronavírus desde o início da pandemia. Na última semana, foram 3 mil novos casos da doença.

Segunda onda na Europa

O temor cresce na Europa com a chegada de uma segunda onda de coronavírus e vários países, como França e Reino Unido, intensificaram neste sábado (15) a imposição de novas restrições com o objetivo de frear a propagação da pandemia, que já superou 21 milhões de contágios no mundo.

Em Paris, na França, a prefeitura ampliou o número de zonas da cidade com uso obrigatório de máscara no sábado (15), poucos dias depois de adotar pela primeira vez esta restrição que já estava em vigor em várias cidades europeias.

Mulheres usando máscaras caminham ao longo das margens do rio Sena, em Paris, neste sábado, 15 de agosto, enquanto a França reforça o uso de máscaras como parte dos esforços para conter o ressurgimento do coronavírus em todo o país. — Foto: Charles Platiau / Reuters

Mulheres usando máscaras caminham ao longo das margens do rio Sena, em Paris, neste sábado, 15 de agosto, enquanto a França reforça o uso de máscaras como parte dos esforços para conter o ressurgimento do coronavírus em todo o país. — Foto: Charles Platiau / Reuters

Em consequência da nova onda de contágios na França, o Reino Unido passou a aplicar a partir deste sábado uma quarentena de 14 dias aos viajantes procedentes deste país, assim como da Holanda e Malta. A medida já estava em vigor para Espanha, Bélgica, Andorra e Bahamas.

Na Espanha, com 3 mil infecções diárias nos últimos dois dias, o governo decretou na sexta-feira (14) a proibição de fumar cigarro nas ruas, exceto quando for possível observar a distância de segurança de dois metros, medida que já estava em vigor na Galícia e nas Canárias. Também foram fechadas discotecas, bares noturnos e outros locais. Os restaurantes e outros bares devem fechar as portas às 1h00.

O aumento dos contágios não é acompanhado no momento por um crescimento no mesmo ritmo do número de mortos, de acordo com os dados da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Do G1.

Comente