Inglaterra anuncia novo lockdown para conter variante da Covd-19

O primeiro-ministro britânico Boris Johnson anunciou nesta segunda-feira (4) um novo lockdown na Inglaterra, instruindo as pessoas a ficarem em casa para conter a variante mais contagiosa do coronavírus identificada recentemente.

A medida passa a valer somente a partir de terça, mas a recomendação é de que todos fiquem em casa, se possível, imediatamente.

Veja as restrições do terceiro lockdown na Inglaterra:

  • todos devem permanecer em casa, salvo exceções autorizadas.
  • escolas fecham imediatamente e provas estão suspensas.
  • lojas que vendem e entregam bebidas alcoólicas ficam fechadas até fevereiro para reduzir a socialização.

“Devemos entrar em um lockdown nacional, o que será o suficiente para conter essa variante”, disse Johnson em um discurso na televisão. “Isso significa que o governo está mais uma vez instruindo você a ficar em casa.”

O primeiro-ministro disse que “as semanas que se seguem serão as mais difíceis”.

“Enquanto falo com vocês esta noite, nossos hospitais estão sob mais pressão pela Covid do que em qualquer momento desde o início da pandemia”, disse ele.

Dados do governo apontam que o Reino Unido atingiu outro recorde diário de 58.784 novos casos de coronavírus, tornando este o sétimo dia consecutivo em que ocorreram mais de 50.000 novos casos de Covid em território britânico.

A premiê escocesa Nicola Sturgeon anunciou nesta segunda que a Escócia também entraria em lockdown, e que agora é lei que todos os residentes que vivem no território escocês devem “ficar em casa”.

A Irlanda do Norte fechou escolas e o País de Gales discute que medidas de restrição irá tomar para conter a disseminação da Covid-19.

Enquanto isso, as primeiras doses da vacina da Universidade de Oxford e da AstraZeneca foram administradas no Reino Unido. Pouco mais de meio milhão de doses estão disponíveis a partir desta segunda, no que Matt Hancock, o secretário de saúde, descreveu como um “momento crucial” na luta do Reino Unido contra o coronavírus.

Do G1.