Hospital da Mulher não deverá ser construído em João Pessoa, diz secretária-adjunta da PMJP

Apesar dos constantes esforços e destinação de emendas parlamentares para a construção de um Hospital da Mulher em João Pessoa e além das promessas de construção dessa unidade de saúde pelo prefeito Luciano Cartaxo, o equipamento não deverá ser construído. A informação foi dada em entrevista nesta sexta-feira (30) pela secretária-adjunta da Saúde de João Pessoa, Ana Giovana Medeiros.

Ela apontou que a Prefeitura não tem condições de arcar sozinha com os custos de construção, equipamentos e manutenção do Hospital da Mulher. De acordo com a secretária-adjunta da saúde, seria necessária uma parceria entre prefeitura, Governo do Estado e Ministério da Saúde para viabilizar a unidade de saúde. No entanto, Ana Giovana afirmou que “não houve essa intenção do Governo em ser parceiro”.

Para a secretária-adjunta de saúde da capital, a mulher já é bem assistida pela rede pública de saúde em João Pessoa. “Teve outras potencializações que a gente fez, como a rede de UPAs, a Casa Mãe-bebê. A gente viu que a mulher já está bastante assistida”, destacou Ana Giovana.

Devido a essa situação e diante da falta de recursos, Ana Giovana afasta a possibilidade de construção do Hospital da Mulher. “Porque o problema não é só construir, é equipar e manter. Não adianta a gente inaugurar e fechar”, defende a gestora.

Ana Giovana ainda ressalta que no próximo ano a Secretaria de Saúde pretende aguardar os indicativos da nova gestão. “Nosso objetivo agora é esperar o que vem do Ministério da Saúde com esse novo Governo Federal e potencializar o que já existe, tendo em vista que a gente está com um quantitativo razoável de profissionais, de pessoal”, afirmou. Com informações do ClickPB

Comente