Governo do Estado divulga protocolos para funcionamento do setor hoteleiro

Em relação ao distanciamento social, deve haver delimitação de espaços, evitando a formação de filas e aglomerações

Governo do Estado tem elaborado uma série de Protocolos Sanitários com orientações para a retomada gradual das atividades econômicas dentro do Plano ‘Novo Normal Paraíba’.  O mais recente é o do setor hoteleiro, que tem diversas recomendações sobre distanciamento social, higienização, uso de EPIs, entre outras. Já foram divulgados os Protocolos de Estética e Beleza; Escolas e Cursos de Formação Cultural; Automotivos; Comércio;  Call Center; Profissionais Liberais; Atividades Físicas;InfraestruturaAgroindústria e Agropecuária e Atividades Religiosas.

Os Protocolos Sanitários podem ser acessados pelo site do Governo do Estado. O Plano ‘Novo Normal Paraíba’ foi desenvolvido pela Secretaria de Estado da Saúde (SES) e pela Controladoria Geral do Estado (CGE), com base em indicadores como a quantidade percentual de novos casos, óbitos, ocupação da Rede Hospitalar da Região e percentual de isolamento social.

“O Plano só está sendo possível devido à consistente ampliação das capacidades de resposta do nosso Sistema de Saúde, com a oferta de mais de mil leitos para os cuidados demandados pela Covid-19 em todo estado; o aumento da testagem da população e os avanços das medidas para desaceleração paulatina da disseminação do vírus, além da manutenção da menor taxa de letalidade do Nordeste”, disse o secretário de Estado da Saúde, Geraldo Medeiros.

De acordo com o Protocolo Sanitário dos Serviços de Hospedagem, no item distanciamento social, deve haver delimitação de espaços, evitando a formação de filas e aglomerações; nas áreas sociais, a exemplo de academias, marcar um horário para a pessoa ir individualmente e as refeições devem ser entregues nos quartos para evitar contato e compartilhamento de objetos como pratos, copos e talheres.

Quanto à limpeza e higienização dos ambientes, o álcool em gel 70% deve ser colocado em locais estratégicos dos hotéis, a exemplo do balcão da recepção; revistas e jornais serão retirados, temporariamente, para evitar contaminação e janelas e portas de acesso aos ambientes em comum devem permanecer abertas, sempre que possível, para melhor circulação e ventilação do ar.

O Protocolo ainda cita o monitoramento da saúde dos funcionários e hóspedes. O estabelecimento deve possuir termômetro digital para medição da temperatura; estabelecer uma área de isolamento para casos suspeitos de coronavírus e contatar os serviços de saúde para avaliação do estado de saúde. O documento ainda traz a obrigação do hóspede só entrar no hotel se estiver de máscara.

Para a presidente da PBTur, Ruth Avelino, esses protocolos são fundamentais. “O que vai nortear as viagens das pessoas, a partir de agora, são essas ações de biossegurança. São as famílias saberem que vão chegar no hotel, na van, num passeio, no avião, no ônibus, com a certeza de que não vão correr risco de pegar o coronavírus. Todas estas ações adotadas pelo setor hoteleiro, bares e restaurantes e agências de receptivos são fundamentais pra essa retomada do turismo”, concluiu.

 

Comente