Publicidade

Governador se diz indignado com greve de professores e diz que gestão não está parada

O governador Ricardo Coutinho (PSB), contrário a greve dos professores da rede estadual de ensino, declarou sua indignação com a categoria e destacou que os professores que não derem aula, não serão remunerados. De acordo com ele, os alunos não podem ser prejudicados pela greve.

- Continua depois da publicidade -

“Tem um pequeno grupo em greve na educação, ao invés de 13%, demos 20%. Somos o Estado que mais aumentou o piso nacional do magistério. Para o restante demos 9% dividido em duas parcelas, com detalhe que isso foi uma proposta do sindicato, depois disso uma pequena parte quis fazer a greve, e eu, como governador, não vou deixar que isso prejudique os filhos do povo”, declarou.

O governador admitiu ser um assunto superado e resolvido em poucos dias. “O governo não está parado”, arrematou.

O Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras em Educação da Paraíba (Sintep/PB), nesta quinta-feira ,decidiu pôr fim a greve, em assembleia ocorrida nesta manhã, mas  parte dos professores da rede estadual não aceitaram a decisão e provocaram um tumulto na sede do Sindicato. A Polícia Militar foi chamada para controlar o protesto.  Os professores denunciaram que na maioria dos contracheques houve desconto superior a R$ 500. A justificativa utilizada pela diretoria do Sintep/PB foi de que a maioria dos departamentos regionais de ensino optaram pelo fim do movimento.

Por Emanuel Limeira, especial para o Paraíba Já

Comente

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
E-mail: [email protected] | WhatsApp: (83) 98176 - 1651

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar