- Publicidade -
Política

Gervásio pede que Ministério da Agricultura e Anvisa avaliem frutos do mar do Nordeste

Justificando a ação, ele falou da necessidade de dar garantia da saúde das pessoas e destacou a preservação do mercado de pescados

Os deputados federais do PSB, Gervásio Maia e João Campos, continuam realizando ações para minimizar os efeitos do crime ambiental que atingiu todo o litoral do Nordestino. Os parlamentares protocolaram requerimento no Ministério da Agricultura e na Anvisa solicitando que os órgãos façam uma avaliação dos frutos do mar da Região Nordeste.

- Continua depois da publicidade -

Justificando a ação, Gervásio falou da necessidade de dar garantia da saúde das pessoas e destacou a preservação do mercado de pescados do NE. “Lamento muito que o Governo Federal já não tenha feito isso. Esse monitoramento é muito importante para o Nordeste. Estamos falando da saúde de milhões de pessoas. O óleo é altamente tóxico e cancerígeno. As pessoas precisam ter segurança ao consumir esses alimentos. Também precisamos dar suporte e segurança aos pescadores, que sobrevivem da pesca. Temos um mercado muito forte no litoral do Nordeste. Muitas cidades praticamente sobrevivem deste mercado”, ressaltou Gervásio.

O vice-líder da oposição lamentou a omissão por parte do Governo Federal e ressaltou a importância da CPI do Óleo, protocolada na semana passada. “O governo Bolsonaro está omisso a essa grave situação, que não se limita apenas a limpeza das praias. O deputado João Campos passou a tarde de ontem cobrando a instalação da CPI do óleo. Precisamos apurar a responsabilidade do vazamento e buscar, punir os responsáveis e o aprimoramento nossa legislação em defesa do meio ambiente para que crimes iguais a esses não ocorram mais”, pontuou Gervásio.

João Campos alertou para a proteção da população e dos turistas, inclusive, prevenindo contra a criação de um ambiente de pânico por medo de ingerir alimentos contaminados. “É preciso proteger a população de não ingerir alimentos contaminados, mas também não podemos criar um ambiente de pânico, como se tudo estivesse contaminado. Só há uma maneira de descobrir isso, avaliando e fazendo essa medição. Esta é mais uma ação nossa para garantir o bem-estar do Nordeste brasileiro, dos nordestinos e de todos os brasileiros que visitam a nossa região”, finalizou o pernambucano.

Comente

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
E-mail: [email protected] | WhatsApp: (83) 98176 - 1651

Redação Paraíba Já

Fundado em maio de 2010, o Paraíba Já é um portal de notícias sediado em João Pessoa (PB), que tem compromisso com a verdade, fazendo um jornalismo de qualidade e relevância social.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar