Geraldo Medeiros responsabiliza Saúde de CG por duplicidade em casos da Covid-19

Geraldo Medeiros culpou os possíveis erros a falta de profissionais qualificados na Vigilância em Saúde e na Secretaria de Saúde de Campina Grande

O secretário de Estadual da Saúde, Geraldo Medeiros, responsabilizou a equipe do prefeito Romero Rodrigues, pela duplicidade nos números de casos confirmados da Covid-19 que ocorreram esta semana, em Campina Grande.

+Cidades do interior da PB passam a concentrar mais casos de Covid-19 que JP

“Se houver alguma duplicidade ou triplicidade, a culpa única e exclusiva da Vigilância em Saúde do município de Campina Grande e da Secretaria de Saúde de Campina Grande, que não efetiva a retificação dos casos”, afirmou.

+Cabedelo reabre lojas, bares, restaurantes e academias a partir de segunda

O Geraldo Medeiros culpou os possíveis erros a falta de profissionais qualificados na Vigilância em Saúde e na Secretaria de Saúde de Campina Grande, para a realização do trabalho de retificação dos dados.

“Nessas secretarias não existem médicos e nem pessoal qualificado para fazer esse trabalho de retificação e por isso está existindo o acúmulo dos dados”, denunciou o secretário.

O secretário de Saúde ainda afirmou que Campina Grande tem a maior taxa de duplicação do coronavírus do Estado. Atualmente o município registra 2,19%, enquanto João Pessoa tem um índice de 1,5%.

Geraldo criticou o fato de mesmo os números apontando um crescimento de casos do coronavírus, Romero ainda decidiu pela reabertura gradual do comércio.

”Mesmo com os números, o prefeito Romero Rodrigues determinou a reabertura do comércio sem qualquer planejamento”, completou.

Para o secretário, a gestão de Campina Grande não vem cumprindo as medidas sanitárias necessárias, conforme orientação da autoridades sanitárias em saúde, para previnir e combater o vírus.

“O problema de Campina Grande é que a Prefeitura não está cumprindo e não se adequaram as orientações e as medidas sanitárias e preventivas determinadas pela Secretaria de Estado da Saúde. As nossas medidas e ações estão sendo baseadas na ciência e não em achismos”, finalizou o secretário.

As declarações foram dadas em entrevista concedida nesta sexta-feira (26). Ainda durante a entrevista, Geraldo Medeiros lembrou que no início da pandemia a grande João Pessoa liderava o número de casos da Covid-19 com 74% e hoje esse índice pode ser visto em cidades do interior do Estado.

Comente