Galdino defende emenda impositiva e sobre presidência dispara: “A gente não consegue agradar todo mundo”

G10, isolamentos, emendas impositivas, oposição. São alguns dos assuntos com os quais o presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), o deputado Adriano Galdino (PSB) tem de lidar na condução da Casa de Epitácio Pessoa. Por vezes, sua atuação no comando não agrada a alguns parlamentares. Nesta terça-feira (11), o socialista comentou sobre o assunto.

“A gente não consegue agradar todo mundo, sempre tem alguma posição que pode gerar alguma controvérsia, mas nada significante, de relevância. Tenho com o governador João a melhor das relações. Toda segunda-feira a gente se reúne, discute, conversa sobre a Paraíba, sobre as questões administrativas”, afirmou o governador.

Conforme Galdino, ele tem um “relacionamento muito importante” com João. “Tenho procurado contribuir na construção do governo João Azevêdo. Dando governabilidade, procurando fazer que as matérias do Governo sejam aprovadas sempre dentro da legalidade, mas sempre da melhor maneira possível”, completou.

Emendas impositivas

As emendas impositivas – PEC do deputado Nabor Wanderley (PRB), que instaura obrigação do Governo do Estado em cumprir direcionamento de gastos feito pelos deputados – também foram alvo de comentários de Galdino. O presidente da ALPB disse que é um defensor da pauta.

“Sou defensor da emenda impositiva. É um movimento nacional; acho que só seis parlamentos do Brasil não têm emenda impositiva, a Paraíba é um dos seis. Temos no Congresso o orçamento impositivo, que é muito mais forte. Defendo dentro do governo, dentro da bancada, a emenda impositiva. Mas quero fazê-la em consenso com o Executivo, porque não podemos prejudicar os serviços essenciais do governo”, declarou.

Para Galdino, nesta questão é necessário buscar um ponto que satisfaça os deputados e o Executivo.

Comente