Publicidade
Política

Galdino aprova Orçamento Impositivo, mas pondera: “tem que dialogar com o Executivo”

Deputado quer fazer uma interlocução consensual entre a ALPB e o Executivo

O presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), Adriano Galdino (PSB), vê com bons olhos a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) do deputado Nabor Wanderley (PSB), que institui a Emenda Impositiva na Paraíba. Com a aprovação da PEC, demandas definidas pelos parlamentares seriam obrigadas a serem executadas pelo Governo do Estado. Galdino, primeiro, deixou claro que não há pressa para o debate da matéria.

- Continua depois da publicidade -

“Vai ser conversado, debatido, dialogado. Tem pressa não”, afirmou.

Posteriormente, ele explicou o que representa a aprovação da PEC, em termos de autonomia dos deputados e, até, uma interlocução maior com o Governo do Estado.

“Representa direito que o deputado tem de levar para as suas bases uma obra através de seu mandato legítimo parlamentar. Dá independência, dá convivência com o Executivo, dá também oportunidade de diálogos com o governo. Enfim, dá muitas coisas boas”, observou.

Galdino ressalvou, no entanto, que haverá um diálogo com o governador João Azevêdo (PSB) sobre o tema.

“O material está na CCJ (Constituição, Justiça e Redação) ainda, deve caminhar na Casa. Temos outras matérias acontecendo, mas tudo isso só será feito em comum acordo com o Executivo. Nada é feito aqui na Casa sem a concordância do governador João Azevêdo. É uma matéria que mexe com os cofres do Governo e deve necessariamente passar por um acordo com o Executivo para que possamos fazer de maneira consensual”, avisou.

Comente

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
E-mail: [email protected] | WhatsApp: (83) 98176 - 1651

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar