Funcionárias de asilo são acusadas de organizar ‘Clube da Luta’ com idosos

Três funcionárias do centro Danby House, localizado na Carolina do Norte, nos Estados Unidos, foram presas após serem acusadas de organizar um tipo de ‘Clube da Luta’ entre os pacientes idosos e com demência.

Tonacia Yvonne Tyson, 20, Taneshia Deshawn Jordan, 26, e Marilyn Latish McKey, 32, foram detidas no início do mês. Segundo a polícia, elas não só teriam incentivado os moradores do asilo a lutar uns contra os outros como também teriam agredido um deles com um empurrão. Tudo foi filmado pelas próprias funcionárias.

Em junho, a polícia iniciou a investigação quando foi alertada pela primeira vez sobre os abusos. Um dos vídeos gravados mostra duas idosas lutando, enquanto uma grita “Me solte, me ajude, me ajude, me solte” e a outra bate nela repetidamente, segundo o Winston-Salem Journal. A polícia disse que os gritos das funcionárias dizendo coisas como “soque a cara dela”, podem ser ouvidos no registro. Em depoimento, uma das acusadas contou que só filmaram a briga porque a mulher sendo atacada era “um pé no saco”.

As três mulheres foram indiciadas sob a acusação de agredir um deficiente e, no momento, estão soltas sob fiança. Entretanto, dia 14 de novembro deverão comparecer ao tribunal para julgamento.

De acordo com o Winston-Salem Journal, o Departamento de Saúde e Serviços Humanos da Carolina do Norte proibiu o asilo de aceitar novos pacientes após as acusações, como também demitiu as funcionárias acusadas. Com informações do Diário de Pernambuco.

Comente