A Frente Brasil Popular vai divulgar nas próximas horas uma nota de repúdio contra a decisão do TCE-PB (Tribunal de Contas do Estado da Paraíba) pela suspensão do Empreender-PB, programa instituído pelo Governo do Estado para fomentar o desenvolvimento de micro e pequenos negócios, através da liberação de empréstimos a juros mais baixos.

Na nota, que foi aprovada por unanimidade, a Frente Brasil Popular diz estranhar o “fato de conselheiros ligados a grupos políticos da Paraíba tomarem a decisão de prejudicar o povo paraibano através do ato de impedir o funcionamento do programa Empreender Paraíba”.

Assinada por 38 entidades e instituições, a nota exige que o conselheiro do TCE-PB, Fernando Catão, revise suas posições e aponta uso político-partidário na suspensão do programa. “Isso demonstra, mais uma vez, o uso político-partidário de um órgão que, por sua competência, não pode ultrapassar seus limites técnicos”.

Entre as entidades e instituições que aprovaram a nota de repúdio ao TCE-PB, estão a União Brasileira dos Municípios (UBM), o Partido dos Trabalhadores, o Sindicato dos Bancários, a Ordem dos Advogados do Brasil na Paraíba (OAB-PB), o Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST), o Movimento do Espírito Lilás (MEL) e a Central Única dos Trabalhadores (CUT).

Leia abaixo a nota na íntegra:

Frente Brasil Popular vê uso político de Catão e repudia TCE-PB pela suspensão do Empreender

Camara Municipal