Publicidade
Política

Frei Anastácio critica ataque da Record ao MST: ‘reportagem sem ética’

O deputado federal Frei Anastácio (PT) criticou, nesta segunda-feira (11), a reportagem feita pela Rede Record de Televisão, no Domingo Espetacular desse domingo (10), mostrando um encontro do Sem Terrinha como sendo manipulação de crianças e pregação de ideologia. Para o deputado, “a forma grotesca e sem nenhuma ética profissional com que a reportagem foi feita mostra o direcionamento dessa rede de televisão a uma tentativa de manipular a opinião pública contra um movimento legítimo que se manifesta  pela defesa de direitos fundamentais do cidadão”.

“Na reportagem, de forma totalmente manipulada, a Record tentou fortalecer a ideia de criminalização de organizações populares ao induzir a população a crer que o movimento dos Sem Terrinha fere o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) e induz as criança a uma pregação de ideologia”, disse o deputado.

- Continua depois da publicidade -

Frei Anastácio relatou que nem mesmo os órgãos ligados à justiça se manifestaram contrários ao movimento, durante a reportagem. Até a posição dos órgãos ligados à justiça de Brasília foi manipulada na reportagem. Os artigos do ECA e da Constituição citados na reportagem, para criminalizar o movimento, estavam todos fora de contexto, numa interpretação tendenciosa dos juristas entrevistados. “Foi na verdade, uma reportagem totalmente parcial e vergonhosa do ponto de vista jornalístico”, disse o deputado.

O parlamentar lembrou que os Sem Terrinha, que são filhos e filhas de famílias ligadas ao MST, já realizam encontros há vários anos. “Tudo é realizado com autorização dos pais e dos órgãos competentes. Até a palavra lutar, citada nas músicas cantadas pelos sem terrinhas, foi interpretada na reportagem como uma menção à violência. Ora, lutar para nós é reivindicar é se manifestar e correr atrás dos nossos direitos, não usar nem pregar a violência como foi insinuado na reportagem”, disse o deputado.

Frei Anastácio disse ainda que se solidariza ao Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), nesse momento em que estão tentando criminalizar todas as organizações populares do campo e da cidade. No caso do MST, segundo ele, estão procurando usar uma manifestação de crianças para manipular o lado mais frágil do sentimento da sociedade.

Governo inviabiliza produção de Leite no Brasil

O parlamentar criticou ainda o Governo Bolsonaro que retirou impostos na importação de leite da Europa e Nova Zelândia para Brasil. O imposto na ordem de 28%, chamado antidumping, era uma barreira de proteção aos produtores de leite do país.

“Com essa medida, o governo inviabiliza a produção de 1,2 milhões de produtores de leite, muitos deles na agricultura familiar. Com o leite importado sendo vendido mais barato do que o nacional, os produtores Brasileiros terão que jogar sua produção no lixo. O governo precisa rever essa medida com urgência e valorizar o que é nosso”, disse o deputado.

Comente

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
E-mail: [email protected] | WhatsApp: (83) 98176 - 1651

Redação Paraíba Já

Fundado em maio de 2010, o Paraíba Já é um portal de notícias sediado em João Pessoa (PB), que tem compromisso com a verdade, fazendo um jornalismo de qualidade e relevância social.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar