Felipe Neto relembra ‘ódio pelo PT’, critica Bolsonaro e é apoiado por Ciro Gomes

Apesar de dizer que segue não sendo eleitor do partido, ele explicou sua mudança de discurso, reforçando suas críticas ao governo de Bolsonaro

(Reprodução/Internet)

Felipe Neto usou seu perfil no Twitter para se defender de críticas por seu posicionamento político e mudanças de postura adotou durante os últimos anos. O youtuber afirmou que teve vídeos “desenterrados” por usuários do Twitter desde 2014, quando se apresentou firmemente contra o PT – naquele ano, Aécio Neves (PSDB) perdeu a eleição para Dilma Rousseff (PT), reeleita.

Apesar de dizer que segue não sendo eleitor do partido, ele explicou sua mudança de discurso, reforçando suas críticas ao governo de Jair Bolsonaro (sem partido) e ganhou apoio no Twitter de Ciro Gomes (PDT).

“Sim, no passado eu nutria um ódio pelo PT que era sobrenatural. Sim, no passado, ao ser confrontado pela pergunta ‘Bolsonaro ou Lula’, eu disse que não votaria num corrupto, logo só sobrava o Bozo (na época). Mudei, [eu] arrependi, corrigi e lutei contra Bolsonaro no 1° e 2° turnos”.

O youtuber acrescenta: “Continuo não sendo eleitor do PT até hoje, mas estudei mais o fundo e aprendi muita coisa, principalmente sobre o mantra ‘mais razão, menos emoção’. Jamais grande coisa política alinhado com a filosofia de Bolsonaro, sob hipótese nenhuma, qualquer um que fosse o adversário.”

Felipe Neto vem tecendo críticas recorrentes ao governo de Jair Bolsonaro e na sexta-feira postou um vídeo cobrando da classe artística e de influenciadores posicionamentos mais firmes contra o presidente.

O youtuber criticou a polarização entre a esquerda representada pelo PT e a direita do bolsonarismo, dizendo que isso enfraquece a oposição nas eleições.

“Eu esperava ver ataques da direita, mas pessoas de esquerda desencavando vídeos de ANOS para tentar impedir que eu ajude i contra o bolsonarismo? Bizarro. É esse motivo dessas pessoas só repelir os outros e não conseguir em simpatia. Se isolam e depois não porque entendem perder eleições”, concluiu.

Candidato à eleição em 2018, tentando ser uma terceira através de uma polarização, Ciro Gomes tuitou sobre as declarações de Felipe Neto, elogiando sua postura.

“Quero dar um abraço em Felipe Neto! A sujeira corrupta do lulopetismo junta (que surpresa!) com o Bolsonarismo boçal, estão com suas máquinas podres agredindo o jovem brasileiro. Fique firme! Este é o melhor sinal de que vc está certo”, tuitou Ciro.

“Se estes picaretas têm algum argumento sério não teria ido nas eleições últimas junto com Renan Calheiros e Eunicio Oliveira (dirigentes do Senado onde o impeachment de Dilma foi votado)”.

Mais tarde, ele voltou a tuitar sobre Felipe Neto. Ainda dando outro abraço no Felipe Neto: como o lulopetismo corrompido vai poder criticar o Bolsonaro por distribuir cargas a corruptos? Roberto Jefferson tinha os Correios e Waldemar Costa Neto o DNIT no governo Lula sem falar em
Terem levado Michel Temer à vice-presidência e Eduardo Cunha à presidência da Câmara… Vai com calma, meu querido e brilhante militante das boas causas, não é nada fácil para eles. E como não tem argumento, dão-se aos ataques rasteiros e incoerentes. Sei bem como é…”, escreveu.

Do UOL

Comente