Fátima Bernardes declara seu voto para presidente um dia antes da eleição; assista

Apresentadora trabalhou por décadas como âncora do Jornal Nacional, o que a impedia, pelos código da ética da Globo, de se posicionar politicamente

Fátima Bernardes declarou seu voto para presidente nas eleições pela primeira vez neste sábado, 1º. A apresentadora da Globo explicou que esperou por uma terceira via que pudesse acabar com a polarização entre Luiz Inácio Lula da Silva, do PT (Partido dos Trabalhadores) e Jair Bolsonaro, do PL (Partido Liberal), mas que isso não aconteceu. Portanto, a jornalista avisou que votará em Lula.

Fátima trabalhou por décadas como âncora do Jornal Nacional, o que a impedia, pelos código da ética da Globo, de se posicionar politicamente, como forma de cumprir o compromisso de imparcialidade com o público.

”Hoje, depois do que aconteceu nos últimos 4 anos, da falta de humanidade diante das centenas de milhares de vítimas da pandemia, dos seguidos ataques às mulheres, à imprensa, à ciência, às artes, à democracia, do retorno da fome de uma maneira inaceitável, da campanha pelo aumento do número de armas nas mãos dos civis, da mistura da religião – algo sagrado – com a política, eu achei importante revelar meu voto. Nestas eleições, diante do momento que estamos vivendo, eu voto 13, voto Lula. E que seja um domingo de paz e respeito entre todos os brasileiros”, declarou Fátima Bernardes em um post feito no Instagram.

Fátima Bernardes é contratada da Globo desde 1987. De repórter a apresentadora do Fantástico, foi  promovida a âncora do Jornal Nacional em 1998, onde permaneceu até 2011. Ela comandou o principal telejornal do Brasil ao lado do então marido, William Bonner (com quem tem filhos trigêmeos), que segue na função até hoje. Após deixar o informativo, a apresentadora ganhou em 2012 seu programa de entretenimento, chamado Encontro com Fátima Bernardes, do qual foi titular por 10 anos. A comunicadora passou o posto para Patrícia Poeta e apresentará o The Voice Brasil, que está no ar desde 2012. Separada de Bonner desde 2016, após uma relação de 26 anos, a jornalista assumiu um namoro com o deputado federal por Pernambuco Túlio Gadêlha, que concorre à reeleição e que também apoia Lula nas eleições deste ano.

Assista