- Publicidade -
Cotidiano

Farmácias da Grande João Pessoa começam reajustar preço dos medicamentos

Aumento autorizado pelo governo Bolsonaro entrou em vigor no 1º de abril

Luiz Marques está preocupado com o aumento no preço dos medicamentos, autorizado pelo governo federal e em vigor desde o dia 1º. O aposentado e a esposa têm gasto mensal com remédios que gira em torno de R$ 250,00 e com o reajuste anual dos medicamentos – de até 4,33% – ele vai passar a gastar R$ 260,82, muito para quem não tem o salário reajustado há anos.

- Continua depois da publicidade -

“É uma decepção! Eu gostaria muito que quando aumentassem as coisas, aumentasse o salário também, mas isso não acontece”, desabafa.

Para a doméstica Vera Lúcia Moreira, a conta é menor. Na lista de compras entram apenas remédios para dor de cabeça e estômago, já que o medicamento que toma para controlar a pressão é fornecido gratuitamente pelo governo. “Ainda assim a gente sente, por pouco que sejam as compras a gente já sente no bolso”.

As farmácias de todo o país já estão autorizadas a fazer o reajuste, e na capital paraibana muitas já estão praticando os novos valores, apesar de algumas redes ainda estarem no processo. Na Rede Mais, por exemplo, os aumentos serão feitos gradativamente ao longo da semana. “Nosso sistema é de Santa Catarina e é responsável por todas as lojas no Brasil, por isso o aumento nos produtos não aconteceu de imediato”, explica Reilson Lima, balconista da rede há 18 anos.

Medicamentos como o Cefaliv, usado para combater a enxaqueca, que era vendido por R$ 15,91, com o reajuste passa a custar R$ 16,62. O Buscopan comprimido sai de R$ 13,80 para R$ 14,42.

Reilson conta que na farmácia, genéricos e similares têm reajuste inferior, quase que imperceptível. “Conseguimos descontos muito bons nesses produtos e o reajuste vai ser mínimo; os clientes não vão nem sentir”, garante.

Na rede Ki-farma, que tem três lojas em Bayeux e uma no bairro de Intermares, em Cabedelo, até a manhã desta segunda-feira o reajuste dos medicamentos também não havia sido repassado. Já na rede Pague Menos foi feito automático já nas primeiras horas do dia 1º. As informações são do Jornal A União.

Comente

Redação Paraíba Já

Fundado em maio de 2010, o Paraíba Já é um portal de notícias sediado em João Pessoa (PB), que tem compromisso com a verdade, fazendo um jornalismo de qualidade e relevância social.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar