Falta de articulação do governo pode emperrar reforma da Previdência, alerta deputado paraibano

EFRAIM FILHO

Falta de articulação do governo pode emperrar reforma da Previdência, alerta deputado paraibanoVice-líder do Democratas na Câmara Federal, o deputado paraibano Efraim Filho disse, em entrevista ao site Congresso em Foco, que o governo do presidente Jair Bolsonaro (PSL) precisa melhorar a articulação política com os congressistas para poder aprovar a reforma da Previdência.

Para o deputado paraibano, o governo precisa dialogar melhor com os parlamentares. “Existem aqui pelo menos 370 deputados que não têm a menor intenção de fazer oposição ao governo. Mas eles não sabem dialogar com essa base, não sabem unir esses votos”, Efraim Filho.

Pelos cálculos de aliados do governo Bolsonaro, se fosse à votação hoje, o texto sobre a reforma da Previdência apresentado na última quarta-feira (20) pelo presidente não teria mais que 200. “É muito menos crise política, e muito mais falta de articulação. Não sabem fazer coalizão”, admitiu, acrescentando que, por se tratar de uma PEC (Proposta de Emenda à Constituição), é necessário o aval, em dois turnos de votação, de pelo menos 308 deputados para o projeto passar para o Senado.

Efraim Filho ponderou, porém, que há tempo para o governo negociar com o Congresso, já que há necessidade de respeitar alguns prazos de tramitação na CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) e na comissão especial da Câmara por onde a PEC passará antes de ser votada no plenário. “Isso vai levar, no mínimo, uns dois meses ainda. Há tempo para diálogo.”

Comente