Faixas de pedestres apagadas põem em risco moradores de João Pessoa

A manutenção de faixa de pedestres e sinalização de trânsito é importante porque garante à população uma maior segurança ao fazer a travessia. No entanto, existem bairros de João Pessoa em que as faixas estão praticamente apagadas pelo desgaste do asfalto, chuvas e ação do tempo.

Moradores do bairro José Américo reclamam do mal estado de conservação das faixas de pedestres da Avenida Hilton Souto Maior, mais precisamente em frente ao Bem Mais Supermercado, que segundo eles estão apagadas há mais de seis meses.

De acordo com o Código Brasileiro de Trânsito, a sinalização deve ser visível e legível tanto de dia quanto à noite. No entanto, os pedestres enfrentam dificuldades ao atravessar ruas movimentadas mesmo que sinalizadas, como é o caso da principal de Mangabeira, a Avenida Josefa Taveira.

Outro problema relatado por comerciantes é que a faixa de pedestre em frente a Alberto Barberia, no José Américo, enfrenta também problema de acessibilidade, pois o local não possui rampa de acesso para deficientes.

“Muitos cadeirantes vão para o posto médico perto e precisam de ajuda para atravessar o meio-fio. Sempre que vemos procuramos ajudar, mas a Prefeitura de João Pessoa precisa resolver esse problema para facilitar a mobilidade dessas pessoas”, enfatizou o servidor público José Barboza.

Semob se explica

De acordo com a Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana de João Pessoa (Semob-JP), todos os dias são realizadas manutenções e revitalizações na sinalização horizontal (faixas de pedestres, lombadas, linhas de marcação, entre outros). Em dias de chuva, no entanto, a manutenção precisa ser interrompida.

Sobre o trecho citado da Avenida Hilton Souto Maior, a Semob-JP informou que a revitalização das faixas de pedestres está na programação de pinturas para este mês de abril. As informações são do Jornal A União.

Comente