Fã com doença rara adia cirurgia por show de Sandy e Júnior: “não vou deixar de viver”

Laura Milat, 31, era uma entre os milhares de fãs de Sandy e Junior que aguardavam em frente à bilheteria do Pacaembu, em São Paulo, para comprar um dos disputados ingressos para o show de reunião da dupla em 24 de agosto. Mas sua história é única. Com a faixinha dos ídolos na cabeça e um ingresso de um show de 2000 na mochila, ela mantinha a esperança. “Se eu não conseguir hoje, tenho outro ingresso aqui”, brincou, antes de mostrar o bilhete original impresso com o valor da época (R$ 60) do show que a dupla fez há 19 anos na extinta casa de shows Olympia.

O amor por Sandy e Junior é antigo. O ingresso que Laura carregava tem história. O pai conseguiu comprar um lote de 60 entradas para um cliente, que traria um grupo de Recife para ver o show em São Paulo. Como agradecimento, um cambista deu para ele aquele único ingresso, que acabou nas mãos da filha, fã da dupla. “Lembro que fui sozinha no show, meu pai me deixou lá na porta.”

Dezenove anos depois, Laura não mede esforços para reviver aquele momento mágico da sua adolescência. Nem um grave e raro problema de saúde que a afeta há dois anos vai impedir a fã de ver mais uma vez Sandy e Junior. “Eu já me acostumei com o meu problema, tem que tratar, não tem jeito, mas não vou deixar de viver a vida e curtir o que eu amo de paixão, que é Sandy e Junior”, conta

Ela era professora de educação física quando passou a sentir fortes dores e descobriu que sofria de osteonecrose, doença rara que se desenvolve nos ossos, principalmente nas articulações. Basicamente, o sangue para de circular e o osso morre. Na fila preferencial aguardando sua vez, a fã de 31 anos confessa que não se importaria de enfrentar a fila comum e até acampar, mas que não tem condições para isso.

“Por mim eu iria na pista premium pra ficar próximo, mas eu tenho que ir em cadeira. Eu tive osteonecrose. Tenho em quatro regiões do corpo. Tenho duas próteses, uma semi prótese, que é só uma haste, e preciso colocar ainda a prótese na perna direita agora no meio do ano”, explica. Mas o show de Sandy e Junior fez com que ela mudasse os planos.

“Minha cirurgia estava marcada para junho ou julho, mas vou fazer depois de agosto por causa do show. Eu tenho que reaprender a andar, então a recuperação total é de seis meses. São oito semanas só de cama. Eu passei por esse processo na perna esquerda, vou passar na perna direita e também descobri agora que vou precisar fazer nas tíbias e um outro problema de saúde.”

A primeira cirurgia aconteceu em junho do ano passado. A próxima, só depois do show em São Paulo. “Por mim eu estaria na outra fila e teria passado a madrugada aqui igual a todo mundo, mas eu não tenho essas condições. Por isso até trouxe um banquinho pra sentar porque eu não aguento ficar muito tempo em pé.”

A saga de Laura por um ingresso, assim como de muitos fãs de Sandy e Junior, começou na quarta-feira, dia da pré-venda. “Não consegui mesmo sendo cliente Elo. Achei uma falta de responsabilidade deles. Tinham que suprir as necessidades dos fãs. Nem tendo o cartão deles eu consegui, e nem como fã comum ontem”, conta.

A fã desabafa sobre a abertura prévia da fila online na noite de ontem. “Fui ao banheiro e quando voltei já estava aberta a fila. Abriram antes, às 22:50. Aí quando atualizei a página no meu computador já tinham 64 mil pessoas na minha frente. Tentei em outro computador e já tinham 80 mil. Fiquei até 3:30 da manhã esperando pra ver se liberava um novo lote, dos ingressos que não concluem a compra. Mas não aconteceu. Quando chegou a minha vez já não tinha mais, estava tudo esgotado.”

O show extra, por enquanto, não é uma possibilidade para ela. “Vi que abriu show extra, mas eu vou ficar aqui, quero ir no primeiro. E se não der certo de comprar hoje, enfrento essa burocracia toda de novo. Fico aqui até chegar a minha vez.”

Do UOL

Comente