Ex-prefeito de Cruz do Espírito Santo é alvo de ação do MPF por desvio do Fundeb

Inquérito civil foi instaurado pelo procurador da República, Yordan Moreira Delgado e o prazo estipulado para a conclusão é de um ano

A Prefeitura Municipal de Cruz do Espírito Santo é alvo de inquérito civil, instaurado pelo Ministério Público Federal (MPF) para apurar supostas irregularidades na destinação das verbas do Fundo de Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb), durante a gestão do ex-prefeito da cidade, Pedro Gomes Pereira, “Pedrito”.

O inquérito civil tem o objetivo de apurar supostos desvios de recursos de verbas do FUNDEB para diversas outras contas da Prefeitura, conforme se extrai do Relatório de Auditoria relativo à prestação de contas anual do Município, referente ao exercício de 2014.

O inquérito civil foi instaurado pelo procurador da república Yordan Moreira Delgado. A portaria da investigação foi autorizada no dia 30 de junho e publicada no Diário do MPF nesta quinta-feira (2) e o prazo estipulado para a conclusão é de um ano.

 

Comente