Estelionatário se passa por secretário de Saúde da PB para aplicar golpes e espalhar ‘fake’

Estelionatário se passa por secretário de Saúde da PB para aplicar golpes e espalhar fake
Secretário Geraldo Medeiros - Foto: Arquivo

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) divulgou uma nota, neste sábado (28), para comunicar que foi aberto um boletim de ocorrência na polícia para investigar ligações telefônicas em nome do secretário Geraldo Medeiros, com o intuito de aplicar golpes financeiros e espalhar fake news de uma suposta distribuição de equipamentos de proteção vindos do Rio Grande do Norte para profissionais de saúde na Paraíba.

No início desta tarde, através de mensagem enviada pelo Whatsapp, a reportagem do Paraíba Já entrou em contato com o estelionatário. A pessoa que está utilizando o falso contato – inclusive com a foto do secretário no perfil -respondeu como se realmente fosse Geraldo Medeiros. (Confira abaixo):

+ Criminosos criam perfil falso do presidente da Cagepa para praticar golpes pelo WhatsApp

Estelionatário se passa por secretário de Saúde da PB para aplicar golpes e espalhar fake

De acordo com informações exclusivas obtidas pelo Paraíba Já, em outra conversa, o golpista perguntou se a pessoa já tinha recebido os EPIs. Após receber a resposta positiva, ele respondeu: “então vou depositar um dinheiro na sua conta e você deposita pra mim, numa conta que vou lhe passar agora”.

Confira a nota da SES na íntegra:

Nota

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) comunica que foi aberto um boletim de ocorrência a respeito de ligações que utilizam o nome do secretário de saúde da Paraíba, Geraldo Medeiros, sobre uma suposta distribuição de EPIs vindos do Rio Grande do Norte. Trata-se de um contato falso através do número 98113 – 1888. A SES reitera que toda a distribuição de equipamentos de proteção, bem como todos os insumos direcionados a saúde do Estado, seguem a logística realizada pela área administrativa e pelo setor de transporte.

Ressaltamos que a criação e repasse de notícias falsas é crime e deve ser denunciado através da delegacia virtual ou pelo número 197.

João Pessoa, 28 de março de 2020

Comente