Espetáculo da Paixão de Cristo emociona público no Centro Histórico da Capital

Após oito anos, o espetáculo da Paixão de Cristo está de volta. O evento, realizado pela Prefeitura de João Pessoa, através da sua Fundação Cultural (Funjope), tornou a noite desta quinta-feira (14) inesquecível. Mais de 1.200 pessoas foram prestigiar e se emocionaram com a estreia do ‘Drama da Vida e Morte de Jesus Cristo’, na área externa da Igreja São Francisco, no Centro Histórico da Capital. As apresentações seguem até o próximo domingo (17), sempre às 19h30.

O diretor executivo da Funjope, Marcus Alves, afirmou que o espetáculo marca o retorno do teatro aos palcos paraibanos com a presença de grande público. “Dois anos sem o teatro conseguir se expressar por causa da pandemia, e oito anos sem a gente ter a Paixão de Cristo. Então, é um momento único na cidade de João Pessoa e, principalmente, para nós da Funjope. A gente integrou várias áreas, como o circo, o teatro e a Companhia Municipal de Dança, que a gente criou há um ano, em plena pandemia”, pontuou.

Com 1h40 de duração, a Paixão de Cristo conta toda a história do homem mais influente no mundo, desde a gravidez de Maria até a morte e ressurreição do filho de Deus. Também retratou os momentos mais marcantes registrados na Bíblia. Foram mais de 150 profissionais envolvidos na execução do espetáculo, entre eles, 55 atores e 16 bailarinos da Companhia Municipal de Dança de João Pessoa.

“Tivemos 30 dias para fazer tudo: cenário, figurinos, direção, interpretação. Meu sentimento agora é de agradecimento a Deus e também de dever cumprido. Muito obrigado a todos os envolvidos e o público que veio conferir nossa apresentação”, comemorou o diretor do espetáculo, Edilson Alves, que não conteve as lágrimas.

Aline Brito estava acompanhada do marido e da filha no espetáculo. A cabeleireira ficou encantada com o que assistiu. “Essa peça eu vinha há muitos anos. Criei as minhas filhas e acredito que deve ser passado de geração em geração. Estou muito feliz, depois desse tempo de pandemia que passamos, meu desejo é que a nossa sociedade apoie e abrace mais esses eventos culturais que temos. Precisamos promover a cada ano para que não seja esquecido. Agradeço ao prefeito Cícero Lucena por nos presentear com esse momento”, disse.

A peça, que conta a trajetória de Jesus Cristo, é escrita por Everaldo Vasconcelos. Ele dirige o espetáculo ao lado de Edilson Alves, com textos adicionais de Eliezer Rolim e Tarcísio Pereira. As apresentações permanecem todos os dias, até o próximo domingo (17), às 19h30.

O espetáculo narrado por Zezita Matos e pelo ator Paulo Vieira homenageou os dramaturgos Roberto Cartaxo e Eliezer Rolim, além de Adriano Fidélis, que trabalhou durante 17 anos na Funjope. A apresentação utiliza recursos digitais de projeção e mapeamento de imagens.