Equatorianos batem recorde de casal mais velho do mundo

Eles são professores aposentados e moram em Quito, capital do Equador, onde em meados de agosto receberam a certificação do Guinness

Julio Mora fugiu da casa dos seus pais para se casar secretamente com Waldramina Quinteros, em 7 de fevereiro de 1941. Ambas as famílias desaprovavam o casal.

Setenta e nove anos depois, eles ainda estão juntos. Ele com 110 anos de idade e ela com 104, ambos lúcidos e com boa saúde, embora parentes digam que eles estão um pouco deprimidos, porque sentem falta de suas grandes reuniões familiares, antes da pandemia do coronavírus.

Desde março, não temos nada disso”, disse Cecilia. “Meus pais precisam de contato familiar”.

Existem casamentos mais longos, mas no momento nenhum outro entre pessoas tão velhas, de acordo com o Guinness World Records, afirma a Associated Press (AP). Juntos, a soma da idade de Julio e Waldramina é de 215 anos.

Até então, o casal mais velho do mundo estava em Austin, no Texas (EUA): Charlotte Henderson e John Henderson, que têm uma idade combinada de 212 anos e 52 dias.

História do casal

Julio Mora Tapia, de 110 años, Waldramina Quinteros, de 104. Casal mais velho do mundo — Foto: Dolores Ochoa/AP

Julio Mora Tapia, de 110 anos, Waldramina Quinteros, de 104. Casal mais velho do mundo — Foto: Dolores Ochoa/AP

Júlio Mora nasceu em 10 de março de 1910 e Quinteros em 16 de outubro de 1915. Casaram-se em 7 de fevereiro de 1941, na primeira igreja construída pelos espanhóis em Quito: La Iglesia de El Belen.

Os dois professores aposentados moram em Quito, capital do Equador, onde em meados de agosto receberam a certificação do Guinness.

A filha Cecilia diz que eles são lúcidos e ativos, embora não tenham mais a agilidade de antes. Mas “há um mês eles têm estado diferentes, mais abatidos porque sentem falta de grandes reuniões familiares”. Eles têm quatro filhos, 11 netos, 21 bisnetos e um tataraneto.

Do G1.

Comente