Energisa e polícia flagram estabelecimentos furtando energia em Monteiro

A Energisa, Polícia Civil, Polícia Militar e Instituto de Perícia Criminal (IPC) realizaram, nesta terça-feira (4), uma operação de combate ao furto de energia na cidade de Monteiro, no Cariri paraibano, na qual três unidades foram autuados em flagrante por furto de energia. Só em 2019, mais de 50 unidades foram inspecionadas em Monteiro, das quais 36 foram detectadas com irregularidades.

A ação desta terça foi desenvolvida após o Centro de Inteligência e Combate as Perdas da Energisa detectar uma grande variação no consumo dessas unidades. Uma equipe da fiscalização juntamente com a Polícia Civil e o IPC foram ao local e constataram desvios de energia nos medidores.

Estima-se que, anualmente, o desvio de energia no município de Monteiro é de aproximadamente 795 MWh, valor suficiente para atender cerca de 500 unidades consumidoras por um ano. A perda arrecadada é de em média R$ 146 mil.

Energisa e polícia flagram estabelecimentos furtando energia em Monteiro

Além de crime previsto no art. 155 e 171 do Código Penal, o furto de energia prejudica toda a população. “Em função do furto de energia, o Governo do Estado deixa de arrecadar mais de R$ 35 milhões de ICMS por ano. A população perde com isso, uma vez que os valores poderiam ser revertido em infraestrutura básica, como saúde e educação, por exemplo”, ressalta Daniel Andrade, gerente do Departamento de Combate a Perdas.

Para denunciar o furto de energia de forma rápida e anônima, a população pode entrar em contato com a Energisa através do call centre 0800 083 0196, site www.energisa.com.br, aplicativo para smartphone Energisa On ou na Agência de Atendimento da sua cidade.

Comente