Empresário armamentista da PB diz que Bolsonaro é covarde e Lula “é mais macho”

Alysson disse que o ex-presidente está “foragido nos Estados Unidos”, enquanto seus apoiadores e as pessoas que estão na frente dos quarteis estão sendo presas

O empresário paraibano do ramo armamentista e ex-bolsonarista, Alysson Campelo chamou o ex-presidente da República, Jair Bolsonaro, de “covarde” e disse que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) é “muito mais macho” que o ex-chefe da nação.

Indignado com a forma como Bolsonaro terminou o mandato, ele justificou o motivo de Lula ter reconquistado o voto dele. Para ele, o petista sabia que ia ser preso, mas permaneceu no Brasil, cumpriu sua pena e virou presidente novamente, enquanto Bolsonaro foi embora do país. 

“Eu não votei em Lula, não. Eu votei no covarde do Bolsonaro, mas eu já votei em Lula e deixei de votar por causa do movimento armamentista que ele era contra, mas no covarde, eu não voto mais não. Ele perdeu o meu voto e eu vou explicar o motivo. Lula sabia que ia ser preso e ele poderia ter fugido, mas ele ficou no Brasil. Ele ficou, cumpriu a cadeia, saiu e virou presidente. Bolsonaro colocou o povo na rua, o povo dele começou a ser preso, deputado federal da base dele perdeu o mandato, foi preso e ele se acovardou e foi embora do país. Ele é um covarde”, criticou. 

O empresário disse que Bolsonaro está “foragido nos Estados Unidos”, enquanto seus apoiadores e as pessoas que estão na frente dos quarteis estão sendo presas. 

“Essas pessoas que foram para a frente dos quarteis, que ficaram se humilhando e hoje estão sendo multados, presos, apreendidos e ele está aonde? foragido nos Estados Unidos, exilado. Isso é atitude de gente covarde. Presidente da República tem que ser macho, tem que ser homem, doa a quem doer. estou falando a verdade e é o que eu sinto, Lula é mais macho que Bolsonaro dez mil vezes”, afirmou.

Alysson ainda disse que acredita que Lula fará um “bom governo” pois, de acordo com ele, o petista “não será doido de fazer merda”, mas deixou claro que mesmo que o presidente faça uma gestão ruim, ele ainda vota nele e não votará mais em Bolsonaro.

“Eu acredito que ele fará um bom governo, porque ele não é doido de ter saído da cadeia pra fazer merda. Agora, eu vou dizer que se ele fizer merda, eu ainda voto nele”, declarou.

Assista: