- Publicidade -
Cotidiano

Em nota, PMJP volta a destacar Cartaxo fora do rol de denunciados pelo MPF

Como na primeira nota, a PMJP indica que não haverá afastamento dos denunciados que compõem a gestão

A Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) emitiu nota, na noite desta sexta-feira (27), a respeito da 2ª denúncia contra o ex-secretário de Infraestrutura e atual atual coordenador do Patrimônio Cultural da Capital, Cássio Andrade, no Caso Lagoa, pelo suposto crime de peculato e contra o ex-secretário de Planejamento, Rômulo Polari.

- Continua depois da publicidade -

A publicação da gestão Cartaxo exalta que, novamente, o prefeito não está entre os denunciados. Como na primeira nota, a PMJP indica que não haverá afastamento dos denunciados que compõem a gestão.

Leia na íntegra:

Prefeitura mantém postura de colaboração ativa na etapa conclusiva de apuração da Lagoa

Em relação à denúncia do Ministério Público Federal (MPF), a Procuradoria-Geral de João Pessoa reafirma a colaboração ativa da administração municipal, como vem acontecendo desde o início da apuração das obras da Lagoa, por determinação do prefeito Luciano Cartaxo, que foi novamente isento pelo MPF de qualquer participação em ato considerado irregular. Segundo a Procuradoria, os indiciados terão agora a oportunidade de apresentar defesa no judiciário. Mesmo antes da denúncia dos órgãos fiscalizadores, os instrumentos de controle interno já haviam sido acionados pela gestão municipal. O MPF apresentou pedido de arquivamento do inquérito que trata da urbanização do parque, hoje o maior e mais frequentado equipamento de lazer da cidade.

Comente

Redação Paraíba Já

Fundado em maio de 2010, o Paraíba Já é um portal de notícias sediado em João Pessoa (PB), que tem compromisso com a verdade, fazendo um jornalismo de qualidade e relevância social.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar