Em meio à polêmica, Funjope anuncia Amannda como atração principal da Parada LGBT+

O diretor executivo da Fundação João Pessoa (Funjope), Maurício Burity, confirmou ao Paraíba Já a principal atração da edição deste ano da Parada LGBT+ da Capital. Será a cantora paulista Amannda. A confirmação foi feita após alegações da cantora Linn da Quebrada, de ter sido “censurada” pela Funjope.

Em nota, a Funjope afirmou que não faz as escolha das artistas e que recebe as indicações dos grupos que organizam a Parada (Grupo de Mulheres Lésbicas e Bissexuais Maria Quitéria; Movimento Espírito Lilás (MEL); Movimento de Bissexuais (MovBi); Associação de Travestis e Transsexuais da Paraíba (Astrapa) e o Coletivo de Homens Trans da Paraíba, Petris) e, com base nos nomes sugeridos, escolhe a atração mais viável, levando em conta cachê, contratação de som e palco.

+ Entidades que compõem Parada LGBT+ de JP rebatem ‘censura’ a Linn da Quebrada

+ Linn da Quebrada acusa PMJP de censura por veto a show na Parada LGBT

Sobre Amannda

Com repertório insipirado em divas do pop norte-americano, Amannda já se apresentou no Festival Divercité e no Bal n’ Blanc, ambos no Canadá. Em 2009 ela voltou ao pais e se apresentou no Prism em Toronto. Também em 2008, ela foi estrela do show da virada do Mayan Theatre em Los Angeles, nos Estados Unidos. Em 2015, ela se apresentou nas paradas gays de Toronto, no Canadá, e Bogotá, na Colômbia. Amanda também se apresentou no México em 2012 e lá foi nomeada madrinha da parada gay, na Cidade do México, se apresentando para mais de 50 mil pessoas. No mesmo ano ela fez uma turnê mundial chamada The Only One Tour e passou por vários lugares da Europa, entre eles Zurique, Mikonos (Grécia), Espanha, Toscana (Italía).

Comente