Em entrevista à 89 Pop, Sérgio Meira descarta disputar reeleição no Botafogo-PB

Essa mudança de postura vem em um momento de conciliação, objetivo de Meira nas últimas semanas

A conciliação entre oposição e o presidente do Botafogo-PB, Sérgio Meira, teve outros efeitos práticos. Em entrevista ao programa F5, da Rádio Pop, de João Pessoa, o mandatário botafoguense revelou que não pretende mais se candidatar à reeleição no clube, como era a sua intenção em abril, quando disse que a situação teria candidato e que seu nome era uma possibilidade.

Essa mudança de postura vem em um momento de conciliação, objetivo de Meira nas últimas semanas. Com ela, no entanto, veio a perda do apoio político de sua base de sustentação, que não era a favor do acordo. O presidente, agora, diz que vai buscar uma unidade de olho nas eleições.

“Eu não tenho mais a pretensão de ser candidato à presidência, embora o estatuto me dê o esse direito de reeleição. Mas quero trabalhar por uma união no clube. Uma chapa que possa reunir as forças”, comentou.

Notadamente cansado com as responsabilidades e os fracassos em campo, Sérgio Meira chegou a pensar em renunciar, caso o acordo com a oposição não desse certo. Como se concretizou a conciliação nesta terça-feira, o dirigente deve permanecer até o fim do mandato. Mas ele deixou o recado, caso alguém queira assumir.

“Infelizmente o Botafogo-PB tem muita vaidade. Eu não tenho. Se for melhor para o clube, eu posso sair agora para que outro assuma. Mas por enquanto, fico até a eleição. E o Alexandre Cavalcanti terá toda carta branca para tocar o departamento de futebol”, comentou.

As eleições do Botafogo-PB acontecem em dois momentos. No segundo domingo de outubro, os sócios aptos para votar elegem uma chapa de Conselho Deliberativo. No quarto domingo do mesmo mês, os conselho eleito elege uma chapa para presidente e vice.

Comente