Em Brasília, Romero ignora homenagem do Senado aos 250 anos da Catedral de CG

O prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues, esteve em Brasília no dia de ontem (terça-feira, 10 de dezembro), mas não compareceu à sessão especial do Senado Federal que homenageou os 250 anos da Catedral de Campina Grande, um marco para o povo católico local.

De acordo com material distribuído pela assessoria do prefeito, Romero foi recebido, na tarde da terça-feira, 10, pelo secretário nacional de Segurança Hídrica, Marcelo Pereira Borges, do Ministério do Desenvolvimento Regional. “A principal pauta da audiência de Romero com Borges tratou da retomada da obra do Canal de Bodocongó – cujos serviços foram interrompidos de forma unilateral pela empresa contratada, há cerca de dois anos”.

A matéria diz ainda que “o pedido da Prefeitura de Campina Grande é para que o MDR acate o pedido de autorização para uma nova licitação da ordem de R$ 5 milhões, entre recursos federais e contrapartida do Município”.

Também na tarde desta terça, a Catedral de Campina Grande recebia a Comenda Zilda Arns, em homenagem aos 250 anos de sua implantação. A honraria foi recebida pelo padre Luciano Guedes, pároco da Catedral. A sessão foi transmitida ao vivo pela TV Senado e começou por volta de 11hs, prosseguindo até quase 15h, ou seja, com quase quatro horas de duração. Mesmo assim, o prefeito não compareceu.