Efraim Filho acredita que não há tempo para aprovar PEC da prorrogação de mandatos

A Proposta de Emenda Constitucional (PEC) que prevê a prorrogação dos atuais mandatos em dois anos a fim de unificar as eleições no país ganhou a adesão de membros da bancada paraibana, mas, para o deputado federal Efraim Filho (Democratas), o tempo é exíguo e por isso ela não poderá não se concretizar para as próximas eleições.

“O nosso maior desafio é o tempo, extremamente exíguo, já que terá de ser aprovada nas duas Casas (Câmara Federal e Senado) até outubro”, enfatizou Efraim Filho. Ele participou da reunião em que a Federação das Associações dos Municípios da Paraíba (Famup) resolveu encampar a PEC e atuar junto aos parlamentares paraibanos para que fossem solidários à tese da prorrogação de mandatos.

Para Efraim, contudo, além da exiguidade de tempo para aprovação, há fatores adicionais que são adversos. “É necessário, por exemplo, convencer parlamentares de Estados do Centro-Sul a aderirem à proposta de unificação das eleições no país”, citou o deputado paraibano.

“Aqui somos mais unidos, mas lá é mais difícil. O caminho que enfrentaremos não encontra só flores, mas ainda torço para que possamos vencer. É necessária a unificação. Se não houvesse eleição a cada dois anos, tenho certeza que a gestão interna talvez estivesse em outro patamar de eficiência e desempenho”, acrescentou Efraim Filho.

Comente