“É uma criança boa”, diz sargento baleado pelo filho em Patos; ouça

O sargento Benedito da Silva Araújo, ferido pelo filho adolescente de 13 anos que matou a mãe e o irmão de 7 anos, saiu em defesa do menino em áudio divulgado nas redes sociais, e afirmou que ele é uma criança boa.

“Ele foi um pedido que eu fiz a Deus, por isso o nome Samuel”, revelou o pai, que está internado no Hospital de Trauma em Campina Grande, após ter sido baleado pelo filho.

O pai garantiu que a criação do jovem sempre foi baseada em amor e que ele sempre obedeceu aos pais. O policial acredita que o adolescente tenha sido influenciado por jogos eletrônicos violentos.

“Eu não quero que fique preso não, merece viver em liberdade tem que ficar em liberdade”, defendeu. Ele destacou a vontade de ter uma recuperação rápida para poder cuidar do filho.