Doses da vacina contra Covid-19 devem chegar na PB nesta segunda, diz SES

Ministro da Saúde, Eduardo Pazuello antecipou nesta segunda-feira o início da vacinação em todo o país, que deve começar a partir das 17h de hoje

O secretário de Saúde da Paraíba, Geraldo Medeiros informou na manhã desta segunda-feira (18), que as 92.960 doses da vacina Coronavac contra a Covid-19 devem chegar ao Estado por volta das 15h25 de hoje. O imunizante será transportado pela companhia aérea Latam, no voo LA3458.

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello antecipou nesta segunda-feira o início da vacinação em todo o país, que deve começar a partir das 17h de hoje.

O horário de 17h para o início da vacinação nacional foi proposto, conforme Pazuello, para dar tempo de todos os estados receberem as doses da CoronaVac, vacina do Instituto Butantan em parceria com o laboratório chinês Sinovac.

Vacinação na Paraíba

De acordo com a Secretaria de Estado da Saúde, assim que a vacina chegar em território paraibano, será distribuída para os 223 municípios e deve ser entregue para todos até a terça-feira (19). A logística de transporte contará com o apoio de veículos refrigerados e também aeronaves, que irão garantir a imunização nas cidades mais distantes.

O secretário de Saúde de João Pessoa, Fábio Rocha informou que a vacinação na capital paraibana será realizada em seis pontos de drive thru e 66 ginásios esportivos.

Em todo o estado devem ser vacinados cerca de 1,2 milhão de pessoas de grupos prioritários neste ano. A meta é vacinar pelo menos 95% das pessoas. Na primeira fase do plano serão vacinados os trabalhadores de saúde e pessoas de 80 anos ou mais; pessoas de 75 a 79 anos; pessoas de 60 anos ou mais institucionalizadas e indígenas. Ao todo são 288.844 pessoas nessas situações.

Na segunda fase é a vez das pessoas de 70 a 74 anos, de 65 a 69 anos, e de 60 a 64 anos, nessa ordem. O total é de 394.499 pessoas. Na terceira fase, pacientes com comorbidades. Serão ao todo 275.969 pessoas. Na última etapa, atenderá professores, do nível básico ao superior; forças de segurança e salvamento e funcionários do sistema prisional. Serão 48.897 pessoas.

Uso emergencial

No domingo (17), a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou o uso emergencial das vacinas CoronaVac e da Universidade de Oxford contra a Covid-19. Momentos depois, o governo de São Paulo aplicou a primeira vacina da CoronaVac. O governo federal, no entanto, ainda não havia iniciado a distribuição do imunizante pelo país, o que foi programado para esta segunda.