- Publicidade -
Cultura

Documentário sobre teatrólogo Roberto Cartaxo será lançado em João Pessoa

Peça audiovisual será exibida no Bar do Mané, no Espaço Cultural, em João Pessoa

Influenciador do teatro paraibano, por ter formado gerações de atores a par- tir dos anos 1980 até a sua morte, aos 62 anos de idade, o diretor Roberto Cartaxo é tema de um documentário cujo título é Veias Abertas Roberto Cartaxo, dirigido pelo ator Omar Brito e que será lançado nesta segunda- feira, dia 3, às 20h, no Bar de Mané, no Espaço Cultural, em João Pessoa.

- Continua depois da publicidade -

O curta-metragem com 20 minutos de duração registra a entrevista do saudoso diretor concedida ao ator, diretor de teatro e apresentador de rádio João Costa, enfocando sua trajetória profissional nas artes cênicas e temas pessoais, como os problemas de saúde.

Na ocasião do evento, Omar também vai lançar o zine Temboquinhanão, que contém textos sobre o mundo teatral e poesias.

Omar Brito pretende disponibilizar o documentário – o primeiro de uma série – no seu canal no YouTube já na segunda. “A ideia é minha: fazer um documentário com cada diretor paraibano. Gos- to muito de trabalhar com a memória e esse é o meu objetivo, o de resgatar a memória de grandes nomes do teatro paraibano”, contou Omar Brito, durante mês de setembro.

“A espinha dorsal do documentário é João Costa entrevistando Roberto Cartaxo. A conversa é entre- meada com depoimentos de algumas pessoas que trabalharam com Cartaxo, como o ator e diretor Osvaldo Travassos, o iluminador João Batista, os cenotécnicos Tiba Ramos e Waldemar Dornelas (já morto) e a atriz Itamira Barbosa”, explicou Omar Brito. “É um papo franco sobre a formação de gerações de atores e atrizes que ele orientou; sua relação com artistas, governos e grupos durante quase 20 anos como diretor do Teatro Santa Roza e sobre as primeiras Paixões de Cristo” que ele dirigiu”,disse o diretor do curta, lembrando que Cartaxo sempre frequentava o bar onde será realizado o lançamento.

Omar lembrou que a entrevista foi gravada na própria casa de Roberto Cartaxo, em João Pessoa, no dia 19 de setembro de 2016, ano em que começou a trabalhar no projeto do documentário. “Foram duas horas de conversa de João Costa com Roberto enquanto eu gravavas as cenas. Convidei João pela amizade e por ser um excelente entrevistador que sabe colocar o dedo na ferida do entrevistado. Foi uma coisa lógica convidá-lo. Eu o deixei o saudoso diretor, em 1987 e 1088 no Curso de Iniciação de Ator. Com informações de Guilherme Cabral, do Jornal A União.

Comente

Redação Paraíba Já

Fundado em maio de 2010, o Paraíba Já é um portal de notícias sediado em João Pessoa (PB), que tem compromisso com a verdade, fazendo um jornalismo de qualidade e relevância social.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar