Deputado ‘fura’ quarentena do coronavírus, agride PM e desacata delegada

Deputado ‘fura’ quarentena da Covid-19, agride policial e desacata delegada
Parlamentar faz tumulto em delegacia - Foto: Reprodução

O deputado estadual Gustavo Schmidt (PSL-RJ) foi detido neste final de semana por agredir um policial militar em Niterói (veja vídeos abaixo). Na delegacia, ele intimidou uma delegada e foi acusado de desacato. O parlamentar foi detido em uma festa que, segundo a polícia, rompeu ordem da quarentena para evitar a propagação do coronavírus.

“Para de teatro, doutora. Não me olha com esse ar de sórdida, com essa hipocrisia que você tem na cara”, disse o parlamentar à delegada, após ser liberado das algemas. Ele chegou a colocar o dedo no rosto da policial e descumpriu a ordem para se sentar.

“Não vou sentar. A senhora não manda em mim”, reclamou. Sem perder a calma, a delegada acusou o deputado de desacato.

Durante a madrugada, vizinhos acionaram a Polícia Militar devido ao barulho da festa. Já no local, um PM teve os óculos quebrados pelo parlamentar, que estava alcoolizado, segundo testemunhas.

O governo do Rio de Janeiro decretou, na semana passada, isolamento social para evitar a proliferação do coronavírus. A medida proíbe aglomerações com mais de 20 pessoas e, segundo os policiais, a festa tinha mais convidados do que o permitido.

Agora, o deputado Gustavo Schmidt vai responder por agressão, desacato e interrupção do isolamento.

Assista abaixo cenas da confusão

Comente