Deputada é ameaçada de morte dentro da ALPB e parlamentares pedem reforço na segurança

Danielle do Vale declarou, durante discurso na sessão desta terça-feira (14), que desde 2017 "um cidadão lhe persegue"

A deputada Daniella do Vale (Republicanos) revelou, durante a sessão desta terça-feira (14), que sofreu ameaças de morte por parte de um ex-servidor da Prefeitura de Mamanguape, no Litoral Norte, após a sessão alusiva ao Dia da Mulher, no dia 8 de março.

A parlamentar declarou que desde 2017 “um cidadão lhe persegue”. Ele foi demitido por abandono de emprego.

“Fiz várias denúncias e no dia 8, quando nós fizemos uma sessão em alusão ao Dia Internacional da Mulher, ele veio até o gabinete e ameaçou a nossa secretária. Mandou um recado [dizendo que ia me matar]”, disse a parlamentar.

Daniella encaminhou um ofício à Mesa Diretora da Casa e à Secretaria de Segurança Pública pedindo providências e reforço na segurança dela e sua equipe.

Reforço na segurança

O deputado Gilbertinho (União Brasil) pediu ao presidente Adriano Galdino (Republicanos) uma atenção especial para garantir a integridade de servidores e parlamentares.

Parlamentar destacou que há um rígido protocolo para ter acesso à Câmara dos Deputados, em Brasília, e pediu que a Casa Legislativa paraibana seguisse o mesmo modo para evitar problemas futuros.