Denunciado na Maria da Penha, Julian Lemos sai em defesa de Neymar no caso do suposto estupro

O deputado federal Julian Lemos (PSL) saiu em defesa de Neymar, após as denúncias de que o jogador  teria cometido um estupro durante um encontro com uma modelo, em Paris. O parlamentar publicou em seu perfil no Instagram, na noite da quarta-feira (5), o vídeo vazado que mostra uma discussão entre o atleta e a mulher.

+ Viraliza vídeo que mostra discussão entre Neymar e modelo

“Confesso que assisti a garota falar e fiquei até com certa dúvida, achei essa conversa mal contada, mas ao assistir esse vídeo, está muito claro a armação que Neymar caiu”, afirmou Julian.

Em seguida, o deputado ironiza a cultura do estupro – contexto no qual o estupro é pervasivo e normalizado devido a atitudes sociais sobre gênero e sexualidade. “Essa aí é a cultura do estupro? Assistam e tirem suas próprias conclusões”, indaga.

Julian ainda sugere que a mulher queria fama ao denunciar o possível abuso sexual. “Tudo isso pra que, por algumas horas de fama? Se o visse ter culpa nisso, não tenham dúvidas, eu seria o primeiro a condenar tal atitude, agora eu pergunto… Por que será que ela gravou esse vídeo?”, finalizou.

De acordo com a modelo Najila Trindade, em entrevista ao SBT, o vídeo foi gravado um dia depois do possível estupro, e como tentativa de obter uma confissão do jogador. Por isso ela teria continuado a conversar com o atacante da Seleção e marcado um novo encontro no dia seguinte – onde foi gravado o vídeo. Confira publicação:

Comente