Delivery na quarentena: supermercados de JP apresentam diferença de até R$ 13 em alimentos

O consumidor que está em quarentena total e precisa fazer a feira por encomenda telefônica ou através da internet deve ficar atento para as diferenças nos preços de um mesmo produto, de acordo com pesquisa realizada pela Secretaria Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor que traz 66 tipos de alimentos, encontrando uma diferença que chegou a R$13 no preço do quilo do alho, e R$ 5 no preço da carne. O levantamento completo está disponível no site do Procon.

A secretária Maristela Viana explica que o objetivo do Procon-JP é oferecer ao consumidor que está fazendo a feira online ou por telefone, opções de preços. “O Procon-JP levantou preços em seis supermercados de João Pessoa de diferentes bairros para dar ao consumidor a possibilidade de economizar em alguns itens, a exemplo do quilo do alho, que está com uma diferença bem significativa”.

As maiores variações foram encontradas na batata doce, 84,37%, com preços entre R$ 2,49 (União – Roger) e R$ 4,59 (Verde Vale – Geisel); no tomate, 60,12%, com preços entre R$ 4,99 (União – Roger) e R$ 7,99 (Classe A – Manaíra e Verde Vale – Geisel); na cebola, 52,10%, com preços entre 4,99 (União – Roger) e R$ 7,59 (Verde Vale – Geisel); arroz branco Tio João, 42,28%, com preços entre R$ 3,69 (Classe A – Manaíra) e R$ 5,25 (União– Roger).

A pesquisa levantou preços nas seguintes Supermercados: Manaíra (3226-3993 e internet – Manaíra), União (3221-5573 – Roger), Verde Vale (3231-2244 – Geisel), Santiago (3224-7508 – Torre), Classe A (3185-5836 – Rui Carneiro) e Extra (internet – Epitácio Pessoa).

Comente