Defesa de empresário que causou acidente da Epitácio Pessoa pede habeas corpus preventivo

A defesa de Raimilson Tadeu da Silva Pereira, de 31 anos, que provocou o grave acidente que envolveu ao menos cinco veículos na avenida Epitácio Pessoa, na capital, na noite da segunda-feira (1º), ingressou com um pedido de habeas corpus preventivo na 6ª Vara Criminal de João Pessoa. De acordo com o advogado Fernando Erick, o pedido foi protocolado na tarde desta quarta-feira (3).

“Eu reiterei o pedido de apresentação espontânea na terça-feira às 17h51 porque ela não havia me recebido. Às 19h ela representou pela prisão preventiva. Não recebeu o acusado e nem o seu patrono legalmente constituído”, disse o advogado.

+ Polícia divulga vídeo de motorista bebendo antes de causar acidente na Epitácio Pessoa
+ Motorista avança sinal vermelho e causa acidente com vítimas na Epitácio Pessoa

Fernando Erick sustenta que Raimilson não está foragido, pois ligou para a delegada e procurou contribuir de forma espontânea.

O advogado disse que o empresário está aguardando a delegada designar horário, local e dia para se apresentar. “Ontem eu liguei para ela quatro vezes, mas ela não atendeu”, reclamou o advogado Fernando Erik, que se queixa ainda de não ter tido acesso às provas colhidas nas investigações.

“Estava embriagado”

A superintendente da Polícia Civil em João Pessoa, delegada Roberta Neiva, confirmou que ele estava embriagado e que tinha saído de um bar onde havia ingerido nove cervejas, antes de causar um grave acidente na última segunda-feira (1º), na avenida Epitácio Pessoa, em João Pessoa.

“Ele quer se apresentar, mas quero que ela (a delegada Roberta Neiva) designe hora, local e dia como requerido em petição na terça-feira. Eu preciso resguardar os direitos e garantias do meu constituinte”, afirmou.

Comente