Defensoria da PB gastou com diárias mais que a Administração Penitenciária, compara secretário

Defensoria da PB gastou com diárias mais que a Administração Penitenciária, compara secretário
Defensoria da PB gastou com diárias mais que a Administração Penitenciária, compara secretário
Madalena Abrantes é defensora-geral

O secretário de Planejamento, Orçamento e Gestão da Paraíba, Waldson Souza, comentou, nesta quinta-feira (30), as recentes declarações da defensora-geral do Estado, Madalena Abrantes, que tem acusado o Governo do Estado de cometer “asfixia orçamentária” contra a Defensoria Pública. Segundo ela, o órgão está sem acesso à internet e o fornecimento de água e energia pode ser suspenso por falta de pagamento.

Para o secretário, basta uma rápida análise nos gastos do órgão para “desmontar” o discurso de Madalena Abrantes. Ele apontou, por exemplo, os R$ R$ 432.615 pagos pela Defensoria com o pagamento de diárias.

“Quando confrontados os valores gastos pela Defensoria Pública da Paraíba com outros órgãos com o pagamento de diárias, é possível perceber que a Defensoria, na verdade, tem valores que quase se igualam ao que foi gasto pela Secretaria Estadual Saúde durante todo o ano, sendo importante ressaltar que, nesse valor, estão inclusos os valores gastos com transportes em tratamentos e outras atividades”, observou Waldson.

“Fora isso, é válida a comparação, ainda, com a Procuradoria Geral do Estado, que também é um órgão jurídico com as prerrogativas de defesa do Estado, e que teve um valor gasto com diárias de R$ 42.145. Já os gastos da Secretaria de Administração Penitenciária, que além de fiscalizar presídios, também gasta com o transporte de presos para outros Estados e para presídios federais, foram de R$ 212.995”, acrescentou.

O secretário aproveitou para fazer um questionamento a Madalena Abrantes. “Como é possível a defensora-geral do Estado afirmar que a Defensoria pode paralisar suas atividades por falta de recursos financeiros, quando o que se vê é uma má gestão do próprio orçamento, que poderia ser empregado de forma mais eficaz, assim como tem sido realizado por outros órgãos e secretarias do Estado?”

“No atual cenário econômico vivido pelo País, é necessário empregar maneiras estratégicas de gestão a fim de alcançar bons resultados, como vem sendo realizado pelo governador Ricardo Coutinho”, finalizou Waldson.

Comente