Damares Alves recebe ameaças de morte, mas nega saída do governo

A “submissão” de Damares e a sua autenticidade
Foto: Arquivo

A ministra Damares Alves negou que estaria deixando o cargo no governo Bolsonaro. Segundo informações da revista “Veja”, a titular da pasta da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos teria pedido demissão, alegando cansaço e saúde debilitada após quatro meses à frente da pasta, além de ameaças de morte.

“Informo que não pretendo sair do governo”, disse a ministra em nota.

A assessoria da ministra confirmou que ela vem recebendo ameaças de morte. Isso teria obrigado a pastora a deixar sua casa em Brasília e a morar em um hotel.

O novo endereço, porém, tem sido mantido em sigilo por questões de segurança. O Gabinete de Segurança Institucional (GSI) orientou ainda a ministra a não antecipar sua agenda, que é bastante movimentada, com viagens frequentes para eventos oficiais. As informações são d’O Globo.

Comente