CUT-PB e sindicatos cobram transparência na vacinação em Campina Grande

Cerca de 30 entidades enviaram ofício ao MPT, MPPB E MPF solicitando informações da prefeitura em relação à imunização contra a Covid-19

Com apoio da Central Única dos Trabalhadores (CUT-PB), cerca de 30 entidades sindicais assinaram um termo e encaminharam, nessa sexta-feira (19), um documento  ao Ministério Público do Trabalho (MPT), Ministério Público Federal (MPF) e Ministério Público da Paraíba (MPPB)  para que solicitassem da Prefeitura de Campina Grande (PMCG)  mais transparência e divulgação de um cronograma de vacinação contra a Covid-19.

De acordo com a vice-presidente da CUT-PB, Socorro Ramalho, este documento foi resultado de uma reunião realizada na última segunda-feira (15) com sindicatos, onde a pauta foi o questionamento da ausência de transparência da PMCG quanto à distribuição das vacinas.

“Eles estão fazendo tudo de repente, a população não tem conhecimento prévio de onde será a vacinação, de como será a programação, quais os grupos prioritários”, afirmou.

Ainda de acordo com Socorro, o Comitê Sanitário instaurado pela PMCG não repassa as informações para a população, pegando todos desprevenidos.

“Queremos que os Ministérios Públicos orientem a prefeitura para que possa colocar os dados com transparência, fazer campanhas publicitárias, garantir que as pessoas que tenham acesso à informação  sobre a vacina”, concluiu.

Depois de o ofício ser encaminhado aos Ministérios, a CUT-PB e os sindicatos vinculados aguardam  até a próxima semana para a Secretaria de Saúde possa  estar divulgando alguma orientação.

Confira abaixo os pedidos solicitados no ofício:

  • Que determine a PMCG a ampla divulgação da programação com datas, locais e horários de aplicação da vacina no município;
  • Que seja instalada uma central de vacinação com serviços de DRIVE THRU para que haja uma maior agilidade no atendimento;
  • Que a PMCG observe a decisão recente em anexo, visto que o Estado da Paraíba também é réu, o que no nosso entendimento cabe aos municípios da Paraíba o cumprimento da decisão;
  • Que sejam informados aos membros do Conselho Municipal de Saúde e à sociedade em geral, quais foram os critérios que nortearam a aplicação da vacina para os diversos grupos que receberam a primeira dose;
  • Que a lista dos vacinados constante no site da secretaria de saúde seja atualizada diariamente para que haja maior transparência das ações;
  • Elaboração de peça publicitária nas mais diferentes versões (rádio, tv, cartazes, espaços públicos), em que possam ser postas para a população as principais fases de imunização;
  • Disponibilização de um número de telefone para dúvidas;