Covid: partidos na PB culpam Governo Federal e se unem para amenizar crise

Em manifesto, grupo formado pelos partidos PCdoB, PT, PSOL, PSB, Partido Verde e UP destaca que os muros das diferenças foram baixados

A Unidade Democrática pela Paraíba, formada pelos partidos PCdoB, PT, PSOL, PSB, Partido Verde e UP, divulgou comunicado nesta quarta-feira (21) sobre as consequências da pandemia no Estado. Segundo as legendas, a crise de saúde pública enfrentada no Brasil é resultado da falta de ações do Governo Federal.

Os partidos destacam no texto que os muros das diferenças partidárias foram baixados, tendo como principais objetivos a luta pela vida, combate a fome, garantia pelo emprego e renda, fortalecimento da democracia e respeito à diversidade, “para enfrentar o projeto de morte e fome imposto pelo bolsonarismo”.

“Nossa Unidade enfrentará o projeto genocida implementado por Bolsonaro no Brasil, que já matou quase 400 mil pessoas. É um projeto estruturado que tem apoiadores (as) na Paraíba: parlamentares de vários partidos; oligarquias que buscam se reconstruir por meio da necropolítica; além de representantes de alguns meios de comunicação, que, em várias oportunidades, defenderam publicamente regimes antidemocráticos e o negacionismo durante a pandemia da COVID-19. Somos uma Unidade antirracista, antimachista, antiespecista, contra as várias formas de preconceito à comunidade LGBTQIA+ e às comunidades tradicionais, a favor das classes sub-representadas e em defesa da vida.”

De acordo com o grupo, a primeira ação será de combate à fome. Na ação, os partidos que assinam o manifesto de lançamento se tornarão pontos de arrecadação permanente de alimentos e produtos de limpeza. As doações serão feitas às comunidades e ocupações.

“A Unidade será coordenada por partidos e representações da sociedade civil. Serão formados grupos de trabalho com representações das diferentes regiões do estado para contribuir na estruturação de um Plano Estratégico e Democrático da Paraíba, pensando o nosso estado de forma integrada, sugerindo ações concretas que melhorem a vida do nosso povo”, explica trecho.