Corretor de imóveis tem prisão mantida por suspeita de aplicar golpes em JP

Delegado Aneilton Castro, da delegacia de defraudações, relatou que doze vítimas já foram ouvidas

Foto: Reprodução

O corretor acusado de realizar golpes contra vários proprietários de imóveis em João Pessoa, identificado como Caio Carlos Farias, detido após uma série de denúncias de vítimas que alegaram terem sido enganadas por suas práticas, Foi encaminhado ao presídio do Róger nesta sexta-feira (1º), após audiência de custódia.

O delegado Aneilton Castro, da delegacia de defraudações, relatou que doze vítimas já foram ouvidas, e mais cinco serão ouvidas na segunda-feira (4). A polícia vinha monitorando Caio há algum tempo, após receber informações de que ele estava alugando imóveis sem repassar os valores aos proprietários.

Conforme a investigação, o modus operandi de Caio consistia em entrar em contato com os donos dos imóveis, apresentar-se como corretor, obter toda a documentação necessária e, posteriormente, anunciar os imóveis por valores inferiores. Quando alguém manifestava interesse, ele oferecia um desconto significativo mediante o pagamento adiantado por seis meses ou um ano.

Muitas vítimas ficaram no prejuízo, entregando altas quantias a Caio, que não repassava o dinheiro aos proprietários legítimos. O delegado enfatizou que as investigações continuam, e novas vítimas podem surgir. A exposição de Caio nas redes sociais, onde exibia grandes quantidades de dinheiro, chamou a atenção da polícia, facilitando o reconhecimento por parte das vítimas.