Corpo de Elza Soares é enterrado com muita emoção e coro: ‘A pele preta é a minha voz’

O corpo da cantora Elza Soares foi enterrado na tarde desta sexta-feira (21) no Cemitério de Sulacap, na Zona Oeste do Rio.

Emocionados, parentes e amigos da artista entoaram ‘A pele preta é a minha voz’ enquanto se despediam de Elza.

Enquanto o caixão era posicionado, um violinista tocou músicas imortalizadas na voz da cantora.

Parentes, amigos e fãs se despedem de Elza Soares — Foto: Reprodução

Parentes, amigos e fãs se despedem de Elza Soares — Foto: Reprodução

O caixão com o corpo da artista foi velado no Theatro Municipal e, de lá, levado em cortejo num carro do Corpo de Bombeiros até Sulacap.

No Municipal, o caixão foi fechado por volta das 14h10 e a neta de Elza se despediu com um beijo.

O caixão foi colocado na viatura dos bombeiros com uma bandeira da Mocidade Independente de Padre Miguel, escola de coração de Elza, e outra do Flamengo, seu time de futebol.

A despedida

Corpo de Elza Soares sai do Theatro Municipal — Foto: Matheus Rodrigues/g1

Corpo de Elza Soares sai do Theatro Municipal — Foto: Matheus Rodrigues/g1

Elza morreu nesta quinta (20), aos 91 anos. Na manhã desta sexta, fãs fizeram fila no teatro para se despedir. Durante o velório, integrantes da Mocidade deram uma salva de palmas à intérprete.

Um trecho do musical sobre a vida da cantora foi encenado na escada do teatro, ao lado do corpo: “Viva Elza Soares”, gritaram em coro.

Neta de Elza Soares se despede com um beijo após o caixão ser fechado — Foto: Matheus Rodrigues/g1

Neta de Elza Soares se despede com um beijo após o caixão ser fechado — Foto: Matheus Rodrigues/g1

Corpo de Elza Soares é colocado no carro do Corpo de Bombeiros — Foto: Matheus Rodrigues/g1

Corpo de Elza Soares é colocado no carro do Corpo de Bombeiros — Foto: Matheus Rodrigues/g1

Do G1.